10299015_1135411103177228_3534914171577964418_nTalvez interesse saber a origem e o significado da expressão “dos Passos”,  que caracteriza o título desta devoção tão próxima do coração do nosso povo.  Claro que a primeira significação que nos vem à mente é a dos “passos”  dolorosos, dados pelo Senhor Jesus, com a Cruz às costas, rumo ao monte Calvário.

Mas a palavra “passo”, mesmo, qual é sua etimologia na língua de origem, o latim? Pesquisando no “Dicionário Latino-Português”, de Saraiva[1], encontro a resposta: “passo”  vem do termo “passus”, o qual, porém, vem de um  de dois verbos possíveis: do verbo pando, pándere, que significa “estender”, “abrir”, e do verbo pátior, páti, que significa “padecer”, sofrer. Do verbo pándere temos o substantivo passus, da quarta declinação, que significa “passo”, “passada”, o movimento de um pé após o outro ou a distância percorrida por esse movimento. Já do verbo depoente páti vem o particípio passado passus, que significa “aquele que padeceu, que sofreu”. Assim, no original latino do Credo: sub Pontio Pilato passus, “padeceu sob Pôncio Pilatos”.

Na expressão “passos da Paixão” temos a fusão dos dois sentidos: são “passos dolorosos”, “passos sofridos”, não só os dados pelos pés, mas os diversos episódios que constituem a Paixão do Senhor: assim, os “Passos” de Congonhas, esculpidos pelo Aleijadinho. Interessante, também, notar que as uvas “passas” são uvas secadas ao sol, “estendidas”, de pándere, e “sofridas”, de pátior

Isto, quanto à origem etimológica da expressão. Seria interessante ainda uma pesquisa histórica,  averiguando o tempo em que a expressão apareceu na religiosidade portuguesa medieval. Fica o convite a quem puder fazer essa pesquisa e brindar-nos com os resultados.

Florianópolis, 14 de março de 2016.

Por: Padre Ney Brasil Pereira

Fotos: facebook da Procissão do Senhor Jesus dos Passos

[1] SARAIVA, é a abreviação do nome completo de F.R. dos Santos Saraiva, um ex-padre muito culto, que viveu alguns anos nos arredores de São José, SC, na segunda metade do século XIX, autor, entre outras obras, do Dicionário Latino-Português, que em 1993 alcançou a 10ª edição. Uma das artérias mais movimentadas do Estreito, Florianópolis, mantém a memória do seu nome: rua Santos Saraiva.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*