A primeira “carta católica” (ver introdução na edição anterior do Jornal) que iremos aprofundar é a “Carta de Tiago”. A Tradição da Igreja atribui ao apóstolo Tiago, provavelmente o “Menor”, filho de Alfeu, “irmão do Senhor” (Mc 6,3; Gl 1,19), líder da comunidade de Jerusalém (At 12,17), martirizado no ano 62, a composição dessa epístola. Não se deve confundir com Tiago “Maior”, filho de Zebedeu, irmão de São João, martirizado em 44 (At12,2), cujo corpo jaz na Espanha, em Santiago de Compostela. São Tiago Menor está sepultado em Roma, na “Basílica dos Doze Apóstolos”. O autor escreveu-a diretamente em língua grega, com boa retórica e riqueza de vocabulário. Os pesquisadores divergem sobre a data de composição, entre os anos 62 (pouco antes da morte do apóstolo), ou pelo fim do primeiro século, daí, claro, pelas mãos de algum discípulo do apóstolo.

epístola dirige-se “às doze tribos da diáspora” (1,1). Certamente trata-se de cristãos de origem judaica que viviam fora da Palestina. De fato, a carta supõe destinatários que conheçam bem o Antigo Testamento, pois faz acenos e alusões às Sagradas Escrituras, sem citá-las diretamente.

uma carta “prática”, destinada a aperfeiçoar a moral cristã, bem ao estilo dos livros sapienciais do AT, contudo originalmente adaptada a partir dos ensinamentos de Jesus. Ela aborda a paciência nas provações (1,1-12; 5,7-11); as tentações (1,13-18); o domínio da língua (1,26; 3,1-12); o bom relacionamento e misericórdia (2,8.13; 3,13-4,2;4,11s); a eficácia da oração (1,5-8; 4,2s; 5,13-18). A Unção dos Enfermos, mencionada em 5,14s, é o texto principal utilizado pelo Concílio de Trento (1546-63) para fundamentar sua sacramentalidade. As temáticas principais tratam da atenção aos pobres e advertência aos ricos (1,9-11; 1,27-2,9;4,13-5,6), e a realização de boas obras em contraposição à fé estéril (1,22-27; 2,10-26). A missiva trouxe muitas contribuições para a fé cristã. Na próxima edição, abordaremos algumas delas.

Artigo publicado na edição de março de 2021 do Jornal da Arquidiocese, página 10.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*