Roma, 14 out 2016 (Ecclesia) – O padre Arturo Sosa, da Venezuela, é o novo superior geral da Companhia de Jesus (Jesuítas), anunciou hoje a instituição religiosa, após a eleição que decorreu esta manhã em Roma.

Padre Adolfo Nicolás (E) e o seu sucessor, padre Arturo Sosa

Padre Adolfo Nicolás (E) e o seu sucessor, padre Arturo Sosa

O sacerdote de 67 anos foi eleito como responsável mundial dos jesuítas pelos participantes na 36ª Congregação Geral, a reunião magna que se iniciou a 3 de outubro.

O 30.º sucessor de Santo Inácio de Loiola, fundador da Companhia de Jesus em 1540, trabalhava atualmente em Roma, como membro do conselho do anterior superior geral, e é doutorado em Ciências Políticas; nasceu a 12 de novembro de 1948, em Caracas.

Em declarações à Rádio Vaticano, o padre Arturo Sosa falou num “grande desafio” que “não é trabalho de uma pessoa, mas do corpo da Companhia”.

Após a eleição, o nome do novo superior geral foi comunicado ao Papa; Francisco é o primeiro pontífice jesuíta na história da Igreja Católica.

A 36.ª Congregação Geral reúne 215 jesuítas de 62 países, incluindo Portugal – representado pelo atual superior provincial, o padre José Frazão Correia, e o padre Miguel Almeida, que acompanha os jesuítas mais novos na segunda etapa da sua formação.

As Congregações Gerais realizam-se quando é preciso eleger um novo superior geral ou quando o atual responsável mundial precisa de tomar decisões.

A atual reunião foi convocada pelo padre Adolfo Nicolás, anterior superior geral, que em 2014 anunciou a decisão de renunciar ao cargo.

160 jesuítas estão em Portugal, distribuídos por 13 comunidades presentes em 10 cidades – que vão estar representados em Roma

Esta é a ordem religiosa mais numerosa de sacerdotes e irmãos da Igreja Católica.

CB/OC

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*