Instituído há quatro anos pelo Papa Francisco, o Dia Mundial dos Pobres “pretende estimular, em primeiro lugar, os crentes, para que reajam à cultura do descarte e do desperdício, assumindo a cultura do encontro. Ao mesmo tempo, o convite é dirigido a todos, independentemente da sua pertença religiosa, para que se abram à partilha com os pobres em todas as formas de solidariedade, como sinal concreto de fraternidade”. Este ano, o IV Dia Mundial dos Pobres será celebrado no 33º Domingo do Tempo Comum, no dia 15 de novembro. 

Várias paróquias da Arquidiocese organizam eventos para viver a data. A Ação Social da Paróquia São Virgílio, em Nova Trento, oferecerá uma programação especial para as famílias em vulnerabilidade social cadastradas, seguindo todas as orientações sanitárias necessárias em tempos de pandemia. A programação, que conta com uma celebração e distribuição de cestas básicas entre as atividades, será no sábado, dia 14 de novembro, a partir das 8h, no Salão Paroquial.

O Santuário Nossa Senhora de Azambuja, de Brusque, e a Paróquia Sagrados Corações, de Barreiros, em São José, recolherão alimentos e doações nas celebrações neste fim de semana.

A Ação Social da Paróquia São Luís Gonzaga, de Brusque, fará a entrega de cestas básicas e brinquedos a partir do dia 23 de novembro.

A sua paróquia organizou algo para celebrar o Dia Mundial dos Pobres? Envie-nos as informações no WhatsApp: (48) 99673-1266.

A mensagem do Papa para 2020

“Não podemos sentir-nos tranquilos, quando um membro da família humana é relegado para a retaguarda, reduzindo-se a uma sombra. O clamor silencioso de tantos pobres deve encontrar o povo de Deus na vanguarda.”

Assim escreve o Papa na mensagem divulgada ainda em junho para o Dia Mundial dos Pobres deste ano. Um ano em que “um vírus trouxe dor e morte”, um período que exige “uma nova fraternidade”, da “mão estendida”, que “requer um treino diário” e é um testemunho e um gesto de partilha.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*