O Pe. Aquilino Antônio dos Santos, que auxilia na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, nos Ingleses, em Florianópolis, completa no dia 09 de julho, 50 anos de vocação sacerdotal.

Natural de Piçarras, Pe. Aquilino entrou no seminário aos 13 anos, em 1953, em São Ludgero (SC). Estudou 15 anos para ser padre, sendo ordenado em 09 de julho de 1967, na Igreja de Nossa Senhora da Penha, em Penha. Pedagogo, fez mestrado em teologia dogmática, na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, de 1971 a 1973. Padre Aquilino foi professor da Universidade de Santa Catarina (UDESC), do Instituto Teológico de Santa Catarina (ITESC) e da Universidade Federal de (UFSC). Auxiliou em muitas paróquias da Arquidiocese.

“Senti a felicidade e a realização de ter conseguido, pela graça de Deus, do meu esforço e da ajuda das pessoas, ser professor e padre. Colaborei na evangelização e conduzi as pessoas no caminho do saber e da religião. Nunca tive um momento de tristeza ou de fracasso que me levassem a desanimar. Tive o total apoio da Igreja. Faria tudo novamente, pois vale a pena uma vocação e missão como esta. É algo de grandioso e divino”, finaliza Pe. Aquilino.

Outro padre que também completa 50 anos de sacerdócio, no dia 23 deste mês, é o Pe. Evaristo Debiasi. Pertencente à Diocese de Tubarão, mas residente na Arquidiocese, ele é o Assistente Eclesiástico da Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) no Brasil. Padre Evaristo se encontra hospitalizado no Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo. Como agradecimento pela vida ofertada à Igreja e ao povo de Deus, cada leitor do Jornal da Arquidiocese é convidado a interceder pelo restabelecimento da saúde do Pe. Evaristo.

Matéria publicada no Jornal da Arquidiocese, página 04, edição de julho de 2017

1 Comentários, RSS

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*