Mesmo após 12 anos de seu falecimento, Padre Léo (como era carinhosamente chamado) ainda é uma figura muito popular entre católicos de todo o Brasil, pela sua participação na TV e rádio, além dos livros e álbuns gravados.

Léo Tarcísio Gonçalves Pereira, scj, nasceu em 9 de outubro de 1961, em uma família humilde de Delfim Moreira, em Minas Gerais, no vilarejo conhecido por Biguá. Antes de ingressar no seminário foi torneiro mecânico e também trabalhou em uma fábrica de armas, em Itajubá (MG).

Em 1982, ingressou no Seminário Dehoniano na cidade de Lavras (MG), pertencente à Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, na qual ordenou-se sacerdote em 1990. Em seguida, atuou na formação de novos religiosos e sacerdotes, e foi diretor do Colégio São Luís, em Brusque.

Durante este período, percebeu a necessidade de criar um local que proporcionasse um novo jeito de viver para acolher dependentes químicos e pessoas com AIDS. Então, em 1995, Padre Léo fundou a Comunidade Bethânia, em São João Batista. O acolhimento continua gratuito neste e em outros sete recantos espalhados pelo Brasil.

Foi por meio da TV que sua voz e presença foram amplificadas. Entre 1999 e 2006, atuou em programas católicos de televisão. Além disso, escreveu 27 livros, a partir da temática da Cura Interior, caminho que percorreu até os últimos dias de sua vida.

Padre Léo faleceu em 4 de janeiro de 2007, aos 45 anos, vítima de infecção generalizada por causa de um câncer no sistema linfático. Os restos mortais estão no Recanto de São João Batista, em uma capela reservada, no Memorial dedicado ao fundador da Comunidade Bethânia para visitações.

Em outubro de 2017, os sacerdotes da Comunidade Bethânia, Pe. Vicente de Paula Neto, Pe. Lúcio Tardivo e Pe. Elinton Costa fizeram o pedido oficial ao arcebispo da Arquidiocese de Florianópolis, Dom Wilson Tadeu Jönck, scj, para que desse início ao processo de beatificação.

No dia em que Padre Léo celebraria 29 anos de sacerdócio, dia 8 de dezembro do ano passado, a Comunidade Bethânia anunciou a data de instauração do Tribunal Diocesano que dará início ao inquérito da causa, após o parecer favorável da CNBB Regional Sul 4 e o “nada obsta” da Congregação para as Causas dos Santos. O ato oficial ocorrerá no dia 7 de março de 2020, às 16h, com a celebração de uma missa presidida por Dom Wilson, no recanto da Comunidade Bethânia, em São João Batista.

Para saber mais sobre o Padre Léo, visite o site: www.bethania.com.br. Testemunhos devem ser enviados para o e-mail [email protected]

Doações podem ser feitas na conta do Instituto Padre Léo: Banco do Brasil – Agência 2629-8 – Conta Corrente 38.806-8, CNPJ: 31.576.826/0001-27.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*