O Coral Santa Cecília da Catedral Metropolitana está com as inscrições abertas para novos coralistas.

Se você tem interesse, pode comparecer no dia do ensaio, que ocorre todas às terças-feiras, das 19h às 21h, na Catedral, para um breve teste com o regente, Pedro Cabral Filho. A idade mínima é 15 anos.

A condição para fazer parte do coral é ter disponibilidade para cantar uma vez por mês, em uma das Missas das 19h30 na Catedral.

O Coral Santa Cecilia canta músicas sacras, eruditas, populares e folclóricas.

Venha, participar do Coral Santa Cecília!

Histórico

O Coral Santa Cecília da Catedral Metropolitana de Florianópolis foi fundado oficialmente, com sua primeira Diretoria, em 1950, embora a Catedral tenha tido há muito mais tempo o seu Coral, cuja história deve ainda ser pesquisada. Estabelecida como paróquia desde 1713, a Matriz de nossa Senhora do Desterro deve ter tido a sua música coral desde os tempos coloniais, no século XVIII, no período imperial, no século XIX, e até nossos dias.

A partir de 1953, contou com a regência do Pe. Agostinho Staehelin, que conduziu o Coral numa fase brilhante, ao longo de quase duas décadas. Nesse período, até 1960, o Coral Santa Cecília era praticamente o Coral da cidade, tendo cantado, além das Missas Solenes, por exemplo, de Stehle, de Braun, e de Griesbacher, também outras peças grandiosas como a “Marcha de Festa” do Tannhäuser de Wagner, e o “Hino da Criação” de Haydn.

Desde 1973, assumiu a regência Pe. Ney Brasil Pereira, levando adiante o ideal dos fundadores. A finalidade própria do Coral Santa Cecília da Catedral é, como não podia deixar de ser, litúrgica, cabendo-lhe solenizar as celebrações litúrgicas na própria Catedral. Fiel a esse objetivo, o Coral tem sempre solenizado a Missa nos domingos à noite, bem como em todas as solenidades religiosas do ano. Além disso, nos Concertos “de aniversário” do Coral, têm sido apresentadas, com orquestra, várias peças importantes do repertório coral, como sejam: Missas de Mozart, de Haydn, do Pe. José Mauricio Nunes Garcia, de José Emérico Lobo de Mesquita, um te Deum de Mozart, a “Ode a Santa Cecília” de Haendel, coros de óperas de Verdi e de Carlos Gomes entre outros.

Anualmente o Coral Santa Cecília tem promovido, desde 1986, com crescente sucesso, em abril, o Concerto Espiritual de Páscoa – CONESPA, envolvendo outros corais da Grande Florianópolis. Depois de ter gravado várias fitas K-7, o Coral gravou em 1998, o seu primeiro CD, “Natal na Catedral”, e lançou o segundo, com título “Senhor dos Passos na Catedral”, em maio de 2000, no Hall da Assembleia Legislativa. Completando a trilogia, lançou em 2002, o CD “Páscoa na Catedral”. Em 2004 lançou o CD de “Cantos folclóricos e populares”. Em 2005 gravou o CD A Eucaristia na Catedral. Seu último CD foi lançado em 2007 com o título: Centenário da Catedral, do qual consta o “Hino do Centenário”, de autoria do Pe. Ney Brasil Pereira.

Este ano, o Coral Santa Cecília marcou presença em várias comunidades de Florianópolis e do Estado, e estará promovendo do dia 17 ao dia 21 de dezembro, o Concerto Espiritual de Natal com a participação de vários corais convidados.

Nascido em Florianópolis, Pedro Cabral Filho possui graduação em Educação Artística – Licenciatura plena em Música pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1984), especialização em Pós-graduação em Arte-educação – Música pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1989), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998) e Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo USP (2004). Foi Conselheiro do Conselho Municipal de Educação de Florianópolis e Professor Doutor da Prefeitura Municipal de Florianópolis onde possui larga experiência na área de Educação.

Foi regente assistente de Mércia Mafra Ferreira no Coral do Instituto Estadual de Educação e do Pe. Ney Brasil Pereira no Coral Santa Cecília da Catedral Metropolitana de Florianópolis. Foi regente titular do Coral do Hemosc e do Coral Infantil do Instituto Estadual de Educação. C

Com informações do Regente do Coral, Pedro Cabral Filho
Fotos: arquivo pessoal de Pedro Cabral Filho

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*