Como parte das urgências do 13º Plano Pastoral, o projeto Caridade Social continua o processo de estruturação e acompanhamento mais direto das iniciativas solidárias na Arquidiocese. O primeiro passo dado foi organizar um novo formato para a Ação Social Arquidiocesana (ASA). Em cada forania, um diácono ficou encarregado de estreitar o contato com as ações sociais paroquiais, trabalho que até então era feito pela equipe executiva contratada. Agora outras atividades, principalmente ligadas ao Ano Santo da Misericórdia, estão programadas para 2016.

Um grande avanço nos trabalhos do projeto é a ampliação do Fórum das Pastorais Sociais, envolvendo as entidades e ações sociais paroquiais. “Essa ação possibilitou interação, divulgação e fortalecimento de iniciativas sociais”, explica o presidente da ASA, Diácono Djalma Lemes.

Atualmente a Arquidiocese é composta de mais de 100 organizações sociais, o que representa mais de 11.000 pessoas atendidas por mês, cerca de 1.500 voluntários e aproximadamente 400 funcionários atuando nessas organizações.

“Neste momento, estamos num processo de divulgação da enorme riqueza dos trabalhos sociais desenvolvidos em toda Arquidiocese. Para isso, foi elaborada a 2ª edição da revista da Ação Social e realizado o II Encontro da Dimensão Social da Evangelização”, observa o Diác. Djalma.

Encontro

Com o propósito de reunir as organizações de caridade social, a Arquidiocese realizou no dia 14 de novembro, em Palhoça, o II Encontro da Dimensão Social da Evangelização.

Na acolhida aos participantes, o Arcebispo, Dom Wilson Tadeu Jönck, destacou a importância de “viver a caridade como um elemento constitutivo de nossa fé, sendo essa uma dimensão que como cristãos batizados não podemos deixar para outros fazerem”. Já o presidente da ASA concluiu destacando que “há nos participantes do encontro uma identidade comum, que é a força do espírito que impulsiona para o acolhimento aos empobrecidos e a prática da caridade como discípulos e missionários de Jesus Cristo”.

O evento teve caráter formativo, com estudos sobre a encíclica do Papa Francisco Laudato Si e o Ano da Misericórdia. Houve também vários espaços de partilha, apresentações e trabalhos em grupo, além de momentos celebrativos, principalmente no encerramento, com a Missa.

 

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*