História e Carisma da Infância e Adolescência Missionária

A Pontifícia Obra da Infância e Adolescência Missionária (IAM) possui uma boa caminhada em nível mundial, são 172 anos. Foi fundada em 19 de maio de 1843, pelo Bispo de Nancy, França, Dom Carlos Forbim Janson.

As motivações principais foram as cartas e notícias que os missionários, principalmente da China lhe escreviam, contando a triste e dura realidade das crianças dos países de missão: doenças, mortalidade, analfabetismo, abandono. Diante destes relatos teve a ideia de empenhar as próprias crianças da França para ajudar seus colegas na China. Foi assim que, ajudado pela jovem Paulina Jaricot, fundou a obra da “Santa Infância”, chamada mais tarde, de Infância Missionária. Esta Obra devia suscitar o espirito missionário universal nas crianças e adolescentes, desenvolvendo seu protagonismo na solidariedade.

O lema do fundador expressa claramente o espírito que caracteriza a Infância Missionária: “Ajudar as crianças por meio de outras crianças”, ou seja, “criança ajuda e evangeliza criança”. Trata-se realmente de um serviço em favor da animação e formação missionária das crianças, para que, desde cedo, cooperem com a evangelização universal, sobretudo das crianças.

A obra Pontifícia da IAM conseguiu um grande desenvolvimento e expansão. Hoje se encontra em 110 países dos cinco continentes, e beneficia milhões de crianças. No Brasil, a IAM chegou em 1858. Após um bom acolhimento, houve um período difícil, voltando a se reorganizar em 1955.

O Encontro Latino Americano realizado em Cali (Colômbia), em 1993, foi fundamental para reanimar a Obra no Brasil. Atualmente, a IAM se encontra organizada na maioria das Dioceses do país.

A Obra na Arquidiocese

Em Florianópolis, a IAM está presente desde 1993, impulsionada pelo Pe. Paulo De Coppi, Missionário do PIME, que percebendo a necessidade de oferecer também as crianças a possibilidade de participar da vida ativa da Igreja, viu no movimento esta grande oportunidade. Conversou com algumas pessoas que o ajudaram a formar os primeiros grupos de infância, proporcionando a formação dos assessores e dos pequenos coordenadores de grupos. Hoje está presente em oito Forânias.

Hoje, a IAM conta com aproximadamente 30 grupos e cada um com seu assessor. Participam aproximadamente 470 crianças e adolescestes.

Como funciona

A Infância e Adolescência Missionária propõe às crianças de todas as dioceses do mundo um programa baseado na oração (uma Ave Maria diária), no sacrifício (uma moedinha por mês) e em gestos de solidariedade concreta. Assim, elas podem se tornar evangelizadoras de outras crianças.

A metodologia baseia-se em encontros semanais, divididos em quatro etapas de formação chamadas Áreas Integradas:

1ª Semana: Realidade Missionária – eles colocam em comum as informações que conseguiram sobre determinado tema, tendo sempre uma visão universal dos acontecimentos.

2ª Semana: Espiritualidade Missionária –  neste encontro colocam em comum as passagens Bíblicas ou de outros livros religiosos que pesquisaram e tem ligação com o tema da semana anterior.

3ª Semana: Compromisso Missionário – Formulam um compromisso dentro do tema pesquisado e que consigam realizar em suas comunidades, mas não esquecendo o compromisso além-fronteiras.

4ª Semana: Vida de Grupo – É a celebração da caminhada do mês, aberta a todos, especialmente os excluídos. Pode ser uma confraternização, um filme ou uma visita a uma família, asilo etc, lembrando sempre da partilha.

Congresso Arquidiocesana da IAM

08 de novembro
08h às 16h (Missa)
Igreja Santo Antônio – Fazenda do Max – São José
Informações: (48) 3238-0316 (Matilde)

3 Comments, RSS

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*