DSCN0406O dia 31 de julho ficará marcado na história da Arquidiocese de Florianópolis. Foi nesta data que ocorreu a 28ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, no Centro de Evangelização Angelino Rosa (Cear), município de Governador Celso Ramos, a 36 quilômetros da capital Florianópolis.

A Assembleia reuniu aproximadamente 350 participantes, entre sacerdotes, diáconos, religiosos, seminaristas, representantes das Novas Comunidades e das pastorais, serviços e movimentos das Paróquias. Teve como objetivo refletir sobre a realidade eclesial e social da Arquidiocese à luz dos Documentos da Igreja e do Plano de Pastoral, aprovar e encaminhar projetos para a ação evangelizadora, apresentar propostas referentes às estruturas pastorais e administrativas e constituir comissões temporárias ou permanentes segundo as necessidades.

 A Assembleia iniciou com a oração das Laudes e se desenvolveu em quatro sessões. Na primeira sessão, o arcebispo metropolitano, Dom Wilson Tadeu Jönck, scj, saudou os presentes e afirmou ser um momento de grande importância para a caminhada pastoral da Arquidiocese. “A palavra de ordem é ir até os que não vêm mais às nossas Igrejas. O último documento aprovado pela CNBB convoca a reorganizar a paróquia. Que seja uma rede de comunidades. As palavras do Papa Francisco na Evangelli Gaudium nos exortam a não deixarmos roubar o entusiasmo missionário, a alegria da evangelização e a esperança”. Logo após foi apresentado um vídeo de boas-vindas aos participantes, por parte do presidente da Conferência Nacional dos Bispos no Brasil (CNBB), Dom Raymundo Damasceno Assis. Ainda na abertura, o secretário executivo do Regional Sul 4, Ademir Freitas, disse: “Estou aqui para aprender”.

DSCN0430Na segunda sessão, o coordenador da Comissão Arquidiocesana Vida e Família, Pe. Hélio Tadeu Luciano de Oliveira, apresentou o projeto de implantação da “Comissão para a Vida e a Família”, em nível comarcal e paroquial. Aprovado pelos participantes, o projeto nasce da necessidade de colocar, na prática, a família como eixo transversal da ação evangelizadora, como pede o 13º Plano de Pastoral. “Precisamos reunir todos os movimentos para trabalharmos com as famílias”, destacou Pe. Hélio.

Em seguida foram abordadas as “Urgências da Ação Evangelizadora”. Foram apresentados os projetos para cada uma das Urgências e os participantes se reuniram em grupos de trabalhos de acordo com as Comarcas, para refletir e aprovar os mesmos.

 Na quarta e última sessão foram apresentadas propostas referentes às estruturas pastoral e administrativa. A partir de agora, a Arquidiocese de Florianópolis terá algumas mudanças. Passará das atuais oito Comarcas para 13. Isso se dá pelo fato do crescimento populacional da Diocese, como também, em resposta ao Documento 100 da CNBB (Comunidade de comunidades: uma nova paróquia. A conversão pastoral da paróquia). As Comarcas pastorais passam a ser denominadas Foranias para atender às recomendações do Código de Direito Canônico e as necessidades pastorais.

Os participantes desta Assembleia aprovaram ainda a criação de duas Regiões Episcopais na Arquidiocese. O objetivo é descentralizar os serviços e acompanhar mais de perto as paróquias e foranias, tanto na questão pastoral quanto administrativa.DSCN0431

Para o coordenador arquidiocesano de pastoral, Pe. Revelino Siedler, a assembléia transcorreu como programada. “Conseguimos desenvolver todas as atividades dentro do tempo previsto. Os objetivos foram alcançados. A meta agora é colocar em prática as decisões da Assembleia e fazer com que as paróquias, pastorais, movimentos, serviços e organismos conheçam e assumam os projetos aprovados”, finalizou.

Já o pároco da Paróquia São Cristóvão, bairro Cordeiros, Itajaí, Pe. Hélio Feuser, scj, avalia como relevante a participação dele na Assembleia. “Faz um ano e meio que estou aqui e trabalhei muito na área da formação. É importante porque abre uma nova perspectiva, tem-se uma visão mais ampla dos trabalhos da Arquidiocese”.

DSCN0460Ao final do dia, a coordenação arquidiocesana de pastoral apresentou a Cartilha  “Eleições 2014” e o “Estudo  107” da CNBB. Também se fez uma referência à celebração do centenário de nascimento de Dom Afonso Niehus e de posse de Dom Joaquim Domingues de Oliveira como bispo de Florianópolis.

A Arquidiocese

A Arquidiocese de Florianópolis pertencente ao Regional Sul IV da CNBB, conta com 30 municípios e 70 paróquias. O arcebispo metropolitano, Dom Wilson Tadeu Jonck, scj, assumiu a arquidiocese em setembro de 2011.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*