Seminaristas e leigos na África

Com o objetivo de responder ao apelo do anúncio do Evangelho, entre os dias 17 de dezembro de 2018 a 22 de janeiro de 2019, 17 missionários, entre eles, alguns seminaristas e leigos da Arquidiocese, ofertaram as férias no interior da Diocese de Bafatá, na cidade de Tite, em Guiné Bissau, África. Também outros seminaristas do Estado estiveram na Ilha de Marajó, no Pará.

O intuito foi despertar e cultivar a dimensão missionária presente na vida de todo cristão batizado.

Esta experiência faz parte do projeto “férias missionárias”, do Conselho Missionário dos Seminaristas (COMISE), do Regional Sul IV da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Ao longo de 30 dias, os missionários realizaram trabalhos pastorais com jovens e as crianças, na escola, no hospital e na catequese junto as tabancas (comunidades abertas ao cristianismo).

A missão católica em Tite é conduzida pela Comunidade Católica Divino Oleiro e pelo padre da Arquidiocese, Lúcio Espíndola, que está em missão na África há mais de 12 anos.

Seminarista Alex com Pe. Jacob Archer, na Ilha de Marajó

 

 

 

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*