Foto: José Henrique Cardoso / Foto Modelo

Foto: José Henrique Cardoso / Foto Modelo

No último sábado, 04, tomou posse na Paróquia de São José, no Centro Histórico de São José, o novo pároco, Pe. Cláudio Peters, e o vigário, Pe. José Nilson de Souza Santos, ambos da Congregação religiosa “Filhos da Divina Providência” – fundada por São Luís Orione, o santo da caridade e dos pobres.

Padre Cláudio assume em substituição ao Pe. José Silva de Paiva, com todos os deveres e direitos constantes no Código de Direito Canônico e nas orientações pastorais da Arquidiocese. E o Pe. José Nilson, com todas as faculdades, direitos e obrigações constantes da legislação comum e arquidiocesana.

As Provisões do pároco e do vigário foram lidas na tomada de posse do pároco, na Celebração Eucarística do sábado, transcritas no Livro de Tombo e arquivadas no arquivo da Paróquia de São José.

Veja as fotos

A Missa contou com vários fiéis que vieram de caravana de Siderópolis e Criciúma, no sul do Estado. Padre Cláudio era pároco na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Siderópolis, e também assessor eclesiástico da Renovação Carismática Católica da Diocese de Criciúma.

Foto: José Henrique Cardoso / Foto Modelo

Foto: José Henrique Cardoso / Foto Modelo

No início da Missa, o Arcebispo destacou que a troca de pároco é um fato que gera uma expectativa. “É importante que se parta da confiança, de um e outro lado, pároco e fiéis caminharem juntos”, afirmou Dom Wilson Tadeu Jönck, scj.

Os padres receberam os paramentos, o Evangelho e a chave do Sacrário. “Que vocês possam viver da Eucaristia e as comunidades a tenham como centro”, disse o Arcebispo.

Na homilia, Dom Wilson disse que “a luz verdadeira é o próprio Cristo. A ausência de Cristo nos traz escuridão. O cristão é chamado a ser luz. O trabalho do sacerdote é fazer com que essa luz se mantenha sempre na sociedade e no mundo. Que a prática da caridade seja uma constante. Que possamos renovar esse desejo, de sermos essa luz”.

Também esteve presente o Vigário Provincial da Congregação – Brasil Sul, Pe. Luiz Antonio Miotelli, reitor do Seminário Dom Orione de Cotia, que agradeceu ao apoio de todos e reiterou que “com certeza, nossos padres serão amados aqui, como foram onde estavam. Zelem pelos padres e vocês, rezem pelo povo. Só assim terá um só rebanho, um só pastor”.

Foto: José Henrique Cardoso / Foto Modelo

Foto: José Henrique Cardoso / Foto Modelo

Pouco antes de concluir a celebração, os festeiros da Festa do Divino 2017, vereador Caê Martins e a mãe, entregaram ao novo pároco a coroa do Divino, como símbolo da acolhida com uma das fortes tradições do município.

“Agradeço ao povo de Siderópolis e ao carinho de todos vocês. Contem comigo, quero ajudar vocês a estarem mais perto de Deus. Só estamos aqui por Deus, deixar que Ele nos conduza, como me conduziu. Rezem por mim, reze por vocês, também”, finalizou o novo pároco, Pe. Cláudio.

Biografia Pe. Cláudio Peters

O novo pároco nasceu no município de São Ludgero, Santa Catarina, no dia 28 de junho de 1969. De origem alemã, os pais, Benedito Peters e Adelina Loch Peters, constituíram uma família com 11 filhos, sendo Pe. Cláudio o caçula da família. Filho de agricultores, durante a infância ele trabalhou na roça.

Desde criança, ele tinha o sonho de ser padre.

Em 1981, aos 12 anos, ingressou na Congregação Filhos da Divina Providência, fundada por São Luís Orione.

De 1981 à 1987 permaneceu no Seminário Menor São Pio X em Siderópolis (SC).

Em 1988, Pe. Cláudio iniciou no Noviciado no Seminário Dom Orione em Cotia (SP). Noviciado é um tempo de iniciação na vida da ordem ou congregação. Todas as ordens e congregações religiosas tem um tempo privilegiado de parada para estudo das suas regras, conhecimento de seu fundador, de seu carisma e vivência de espiritualidade concernente à sua família religiosa.

Em 1989, Pe. Claudio emitiu os primeiros votos religiosos. No mesmo ano, passou no vestibular para o curso de filosofia em Porto Alegre (RS)

Em 1992 – Deu início ao Tirocínio com duração de dois anos, período no qual o religioso se forma através do trabalho prático com o carisma e as obras orionitas. Neste tempo, Pe. Claudio trabalhou no Seminário Papa Pio XII em Quatro Barras (PR). E lecionava em uma escola da região, além de trabalhos pastorais, principalmente com coroinhas e catequese.

Em 1994, iniciou o curso de teologia em Cotia (SP).

Em 1996 fez votos solenes e perpétuos de pobreza, castidade e obediência, além de um quarto voto – o de Especial Fidelidade ao Papa.

Em 09 de março de 1997, foi ordenado Diácono em Cotia.

De 1998 à 2002 – formador do Instituto Filosófico João Paulo II em Curitiba (PR).

No dia 14 de dezembro de 1997 foi ordenado presbítero em São Ludgero e tem como lema, “Amar sempre e dar a vida cantando Amo!”

De 2003 a 2010 permaneceu em Boston (EUA) e atuou com imigrantes brasileiros naquela Arquidiocese.

No ano de 2010 permaneceu em Roma, Itália, para estudos.

E em 13 de agosto de 2011, foi transferido para Siderópolis, onde atuou como pároco na Paróquia Nossa Senhora Aparecida e assessor eclesiástico da Renovação Carismática Católica, na Diocese de Criciúma.

Funções de um pároco

  • Anunciar a Palavra de Deus e organizar a catequese (Cân. 528);
  • Formar a comunidade de fé, culto e caridade (Cân. 519);
  • Animar a vida sacramental (Cân. 528 § 2)
  • Orientar a Liturgia segundo as normas da Igreja (Cân. 528 § 2)
  • Promover a formação e a ação dos leigos (Cân. 528 § 1)
  • Promover a Pastoral Vocacional (Cân. 233 § 1);
  • Tratar com carinho os pobres, os doentes, os aflitos e os abandonados (Cân. 529);
  • Aplicar a Missa pelo povo que lhe é confiado, nos domingos e dias de preceito (Cân. 534);
  • Supervisionar a administração da Igreja Matriz e das Capelas da Paróquia (Cân. 537);
  • Agir em todas as contas bancárias e similares, em conjunto com o Administrador Econômico de cada Centro de Custo (comunidade), que estiverem em nome da Mitra Metropolitana de Florianópolis, CNPJ 83.932.343/0039-94;
  • Programar as atividades pastorais (Cân. 536);
  • Cuidar do Arquivo Paroquial (Cân. 535);
  • Manter atualizados os Livros Paroquiais;
  • Conceder as dispensas ou comutações previstas no Código de Direito Canônico (Cân. 1079, 1080, 1245)

 

Outras posses

Padre Atalmir Gabriel Jonas da Silva (orionita) assumiu neste final de semana, como pároco da Paróquia São Francisco de Assis, em Forquilhinhas, São José. E o Pe. Paulo Vanderlei Riffel (Congregação Sagrado Coração de Jesus) assumiu a Paróquia São José, em Botuverá.

 

Foto: José Henrique Cardoso / Foto Modelo

Foto: José Henrique Cardoso / Foto Modelo

 

 

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*