O avião da companhia Ukraine International Airlines seguia da capital iraniana com destino a Kiev, na Ucrânia  (Foto: ANSA)

O Papa recebeu com pesar a notícia do acidente aéreo no Irã, ocorrido nesta terça-feira, 8 de janeiro. Na sua mensagem assinada pelo cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado, o Santo Padre comentou que “reza pela alma dos falecidos e invoca a força do amor misericordioso do Todo-Poderoso e envia suas condolências às famílias e amigos daqueles que perderam a vida”. E acrescenta, “sobre todos os que sofreram por essa tragédia, Sua Santidade invoca as bênçãos de Deus de força e paz”.

A queda

A queda do Boeing -737 teria ocorrido logo após a decolagem, às 6h12 (horário local), do aeroporto internacional Imam Khomeini, em Teerã, conforme informou a Fars, agência estatal de notícias. O voo PS752 da companhia Ukraine International Airlines seguia da capital iraniana com destino a Kiev, na Ucrânia. E, de acordo com a agência humanitária Crescente Vermelho, não há chance de encontrar sobreviventes.

Excluído atentado terrorista

Fontes locais excluem a hipótese de ataque terrorista. O porta-voz da Fars informou ainda que a causa do desastre foi um problema técnico. A hipótese mais provável é de que tenha ocorrido um incêndio em um dos motores.  As vítimas são 82 cidadãos iraquianos e 63 canadenses, 11 ucranianos (9 eram membros da tripulação), 10 suecos, 4 afegãos, 3 alemães e 3 britânicos. 

Fonte: Vatican News

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*