assembleia ppi (5)Representantes de nove dioceses de Santa Catarina estiveram reunidos quinta-feira, 28, para a Assembleia Eletiva da Pastoral da Pessoa Idosa (PPI). O encontro, além de fazer a avaliação do avanço da Pastoral nos últimos três anos, também serve para a indicação da nova coordenação estadual. Celina Silva, da Diocese de Joinville, foi o nome enviado para ser apresentado a Dom João Salm, presidente do Regional Sul IV, que compreende as dioceses catarinenses.

O Arcebispo de Florianópolis e bispo referencial da PPI, Dom Wilson Tadeu Jönck, esteve presente pela manhã no encontro para dar a benção e fazer a acolhida dos participantes. “Precisamos dar rosto à nossa fé. Este rosto é o próprio Cristo, que hoje toma o rosto do doente, do idoso; isso não pode ser apenas uma ideia, temos que nos envolver, pois – como indica o Evangelho – o que fizermos ao menor favorecido é ao próprio Deus que fazemos”, observou o Arcebispo em suas palavras iniciais.

Irmã Teresinha, coordenadora nacional da PPI

Irmã Teresinha, coordenadora nacional da PPI

Ainda no início no evento, a Irmã Teresinha Tortelli, coordenadora nacional da PPI, destacou que a missão “é muito grande e por isso é necessário cada vez mais operários para a messe”. Além disso, “precisamos acompanhar com uma compreensão amorosa todos os que envelhecem”, enfatizou.

Segundo a atual coordenadora da Pastoral, Osvaldina Zucco, 3.278 idosos são atendidos atualmente pelos 687 líderes da Pastoral espalhados em todo Estado. Apenas a Diocese de Chapecó, por enquanto, não possui representação.

A nova coordenadora, quando confirmada pelo bispo presidente do Regional Sul IV, assume as novas metas estabelecidas na Assembleia Nacional do PPI: instalar a Pastoral em Chapecó e ampliar o número de líderes para 1.374 e o atendimento a idosos para 5.244.

 

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*