Decreto da Arquidiocese também interrompe atividades pastorais e catequéticas

No fim da tarde desta terça-feira, 17 de março, o pároco da Paróquia São Luís Gonzaga, padre Diomar Romaniv, informou a suspensão das celebrações de missa e todas as atividades pastorais na Matriz e demais comunidades a partir de amanhã. A medida segue a orientação enviada através de decreto pela Arquidiocese de Florianópolis. “Unamo-nos em prece neste momento difícil que estamos vivendo”, pediu o pároco.

O documento, assinado pelo arcebispo, Dom Wilson Tadeu Jönck, leva em consideração o aumento de casos do Coronavírus (Covid-19) no Brasil e os decretos federais, estaduais e municipais que estimulam medidas preventivas de controle da pandemia no país. Também cita que o Bispo, por seu direito canônico, pode dispensar os fieis do cumprimento das leis disciplinares e reconhece a importância de estar colaborando com as autoridades públicas governamentais.

Além de pedir que o cristão siga as orientações de saúde pública e de dispensar a participação nas missas, o decreto recomenda que as pessoas que fazem parte do grupo de risco, com ênfase nos idosos, permaneçam em isolamento.

A recomendação é que as igrejas estejam abertas e higienizadas e que a celebração da Páscoa ocorra com devoção individual ou celebração em pequenos grupos, respeitando a condição de saúde, o distanciamento das pessoas e a higiene necessária. Prudência, inclusive, também foi solicitada em velórios, evitando a aglomeração.

“No espírito da Quaresma e da Campanha da Fraternidade deste ano, vivamos este momento e esta situação no espírito de sacrifício e renúncia, na oração e na comunhão fraterna, colocando-nos na Cruz de Cristo para com ele vivermos a Ressurreição pascal”, destaca o decreto que, no seu final, saúda os profissionais que trabalham no enfrentamento desta grave situação.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*