Todos os protocolos de saúde e segurança foram mantidos, inclusive com ampliação nos horários de missa

A Paróquia São Luís Gonzaga celebrou ontem, 17 de fevereiro, a solenidade de Quarta-Feira de Cinzas. Na igreja Matriz, as missas ocorreram às 7h, 16h e 19h30, respeitando todos os protocolos de saúde e segurança, bem como a limitação de público. O tradicional rito de bênção e imposição das Cinzas precisou ser adaptado, por conta da pandemia da Covid-19. Desta vez, sacerdotes e ministros foram ao encontro do povo, em um movimento semelhante ao que já ocorre na distribuição da Sagrada Comunhão.

“A Quaresma é um tempo de reflexão pessoal, um processo de conversão. É um caminho de silêncio, de oração e de jejum, não apenas de comida, mas de hábitos que nos impedem de viver bem. Ela deve ser vivida com intensidade, na preparação espiritual para celebrarmos a Páscoa com o coração purificado”, explica o pároco, padre Diomar Romaniv.

Durante a homilia da missa das 19h30, padre Diomar fez algumas analogias entre os aprendizados trazidos pela pandemia e os desafios desta caminhada quaresmal que está apenas começando. O isolamento social, necessário na prevenção e contenção da Covid-19, pode inspirar o cristão a se isolar também das fontes que o contaminam pelo pecado. “Quando nos afastamos do ritmo que vivíamos, sobrou tempo. Que a Quaresma nos permita viver mais perto do Senhor, que é bondoso, compassivo, paciente e cheio de misericórdia”, disse padre Diomar.

Para o pároco, a máscara de proteção individual, item de segurança obrigatório, pode lembrar o cristão de falar menos, evitando intrigas e fofocas, além de evitar a gula e outros vícios. Já o álcool remete à purificação. “Olhos sem maldade, coração que não deseja o mal, pés que não levam para longe de Deus. Vamos evitar o contato com pessoas que nos fazem pecar, que despertam em nós o mal e que colocam em risco nossa salvação. O retiro da Quaresma nos conduz à conversão. E o Senhor, na imensidão de seu amor, nos purifica”, enfatiza.

Campanha da Fraternidade

A Quarta-Feira de Cinzas também é marcada pelo lançamento da Campanha da Fraternidade que, em 2021, apresenta o tema: “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor”. “Além do processo de conversão pessoal, a Igreja nos motiva a um processo de reflexão social. Este ano a Campanha da Fraternidade promove a paz. Sabemos que somos uma sociedade marcada pela pluralidade, mas devemos estimular o diálogo entre as pessoas. Como cultivar a paz e o espírito de unidade em que somos chamados a conviver na fé? Como cuidar para que as diferenças não se transformem em violência? O tema da paz vem em destaque e, como paróquia, queremos abrir esta reflexão às entidades sociais, políticas e institucionais da nossa cidade, para que nos ajudem a pensar em como promovem, nas responsabilidades que têm, a fraternidade e o diálogo”, pontua o pároco.

Foto e texto: Guédria Motta – Agência Ideia Comunicação Corporativa

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*