No próximo sábado, 31 de outubro, acontece o Halloween, ou Dia das Bruxas como é popularmente conhecido no Brasil. A data teve origem com o povo Celta, há cerca de 2.300 anos. Segundo Danilo Geraldo, missionário da Comunidade Canção Nova, “A data marcava para o povo Celta o último dia do verão. Diziam que os espíritos dos mortos saiam de suas covas e iriam de encontro dos vivos para tomar posse de seus corpos. É claro que o povo Celta, por medo destas almas, decidia então colocar em suas casas, de preferência na frente delas, objetos que pudessem ‘assustar’ estas almas que queriam tomar posse de seus corpos, e colocavam caveiras, ossos, bonecos enfeitados e coisas do tipo. Portanto a origem desta festa é a morte, as almas que que se levantam e vem de encontro aos vivos”.

Aparentemente o Dia das Bruxas pode parecer uma comemoração inocente, apenas um momento de descontração. Porém, diversos padres exorcistas alertam para o perigo espiritual que está por detrás desta data. “É a grande festa do mundo do oculto, o ano novo dos satanistas, conhecido como a festa deste deus das trevas” afirma Pe. Aldo Buonaiuto, Professor na Universidade Pontifícia Regina Apostolorum, em Roma.

Para alertar sobre os malefícios da comemoração do Halloween na vida de crianças, adolescentes e adultos, Pe. Pedro Paulo Alexandre, Exorcista da Arquidiocese de Florianópolis, realizou uma live sobre o assunto. Durante a transmissão, Pe. Pedro apresentou dados importantes sobre o perigo dos cristãos participarem das comemorações do Dia das Bruxas, seja de forma direta ou indireta.

Assista a transmissão:

Foto de destaque: David Menidrey/Unsplash

1 Comentários, RSS

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*