Famílias do movimento estiveram na Peregrinação Arquidiocesana, em Aparecida, no mês de junho | Foto: Joel Schvambach

O Movimento Orientação para a Vivência Sacramental (OVISA) é voltado para o estudo dos sacramentos, aplicado à vivência diária no ambiente de cada participante, com estatuto a ser seguido. O Movimento tem como símbolo uma bandeira com 14 listras. Destas, sete são brancas, pois significam os dons do Espírito Santo, e outras sete azuis, que representam os sacramentos. O desenho do peixe simboliza a unidade da família.

Atualmente, o OVISA está presente em Brusque, com 19 grupos ativos que reúnem 130 casais. Eles realizam trabalhos como a formação para noivos, e auxiliam na catequese, liturgia, na distribuição da comunhão, fazem visita aos doentes e ajudam nos momentos festivos das comunidades.

Os participantes podem ser casais de qualquer faixa etária, desde que casados na Igreja.

O OVISA iniciou através de Arani Anhert Piere e Maria Nely, em 30 de novembro de 1968 em Lorena (SP), as quais foram pedir autorização para o então Arcebispo de Campinas, Dom Antonio Maria Alves de Siqueira. Diante da insistência das mesmas, Dom Antonio concedeu permissão e assim, nos dias 21 e 22 de junho de 1969, realizou-se o primeiro retiro OVISA para casais, em Lorena.

Formação de novos Casais 2017 | Foto: Elem Marchi

Em 1990, Alaíde Pereira, através de um programa de rádio, ouviu sobre o Movimento e teve interesse em trazê-lo para Brusque. Entrou em contato, então, com o casal Jonas e Terezinha Ferreira, de Lorena, que veio até Brusque com a equipe.

Foi assim que dos dias 14 a 16 de setembro de 1990, realizou-se o primeiro encontro na cidade, na Capela Nossa Senhora de Fátima, no bairro Maluche, com a presença de 16 casais.

No ano de 1991 foi realizado o segundo retiro do OVISA e em 20 de agosto daquele ano, ocorreu a formação do primeiro núcleo. Foi nomeado como assistente espiritual, o Pe. Adilson Colombi, que atua até os dias de hoje no Movimento.

Como participar

Interessados em fazer parte do OVISA devem entrar em contato com a coordenação e falar com o casal responsável, Alcemar e Larinete, pelos telefones (47) 9 9702-8012 ou (47) 9 8435-3350.

Matéria publicada no Jornal da Arquidiocese, páginas 10 edição de agosto de 2017

2 Comments, RSS

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*