A Arquidiocese de Florianópolis comunica com pesar o falecimento do vigário da Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, de Angelina, Pe. Frei Nestor Kuhn, OFM, aos 97 anos, ocorrido nesta quinta-feira, 13 de junho, no hospital de Ituporanga (SC).

O velório será a partir das 18h desta quinta, no Centro Catequético da Paróquia de Angelina.

Nesta sexta-feira, 14, às 9h, ocorre a Missa e a celebração das Exéquias, na Igreja Matriz de Angelina.

Padre Frei Nestor Kuhn nasceu no dia 25 de outubro de 1921, em Peritiba (SC), e ingressou na Ordem dos Frades Menores em 20 de dezembro de 1941. Fez a Profissão Religiosa em 21 de junho de 1946 e foi ordenado sacerdote em 26 de julho de 1948.

Dados pessoais, formação e atividades, segundo a Província Franciscana

– Nascimento: 25.10.1921 (97 anos de idade)

– Natural de Alto Veado – Peritiba, SC

– Vestição: 20.12.1941 – Rodeio

– Primeira Profissão: 21.12.1942 (76 anos de Vida Franciscana)

– Profissão Solene: 21.06.1946

– Ordenação Presbiteral: 26.07.1948 (70 anos de Sacerdócio)

– 1942 – 1943 – Curitiba – Estudos de Filosofia

– 1944 – 1947 – Petrópolis – Estudos de Teologia

– 24.01.1950 – Duque de Caxias – pastoral

– 25.01.1951 – Nilópolis – pastoral

– 26.09.1955 – São Paulo – Pari – bibliotecário e cronista

– 28.01.1956 – Concórdia – discreto, bibliotecário, procurador vocacional

– 03.12.1962 – Coronel Freitas – vigário paroquial

– 11.02.1963 – Duque de Caxias – discreto e vigário paroquial

– 07.02.1964 – Porto União – discreto

– 23.04.1965 – Ituporanga – discreto e vigário paroquial

– 20.07.1969 – Santos – vigário paroquial

– 15.01.1971 – Guaratinguetá – Graças – atendimento e vigário paroquial Pedregulho

– 05.09.1972 – São Paulo – Vila Clementino – vigário paroquial

– 03.03.1975 – Concórdia – vigário paroquial e vigário conventual

– 04.12.1979 – Canoinhas – vigário paroquial

– 01.09.1980 – Lages – vigário paroquial N. Sra. Aparecida; 18.01.1992: vigário da casa

– Balneário Camboriú – vigário paroquial

– 10.01.1995 – Água Doce – vigário da casa e vigário paroquial

– 10.10.1995 – Porto União – vigário paroquial

– 29.11.1997 – Santo Amaro da Imperatriz – vigário da casa e vigário paroquial

– 22.11.2000 – Angelina – vigário paroquial.

O frade menor

Entre os 12 filhos do sr. João e Albertina Mueller Kuhn (5 irmãos e 7 irmãs), Frei Nestor era o 5º. Seus pais eram gaúchos vindos para Santa Catarina, profundamente católicos e assíduos assinantes de revistas e jornais que os tornassem atualizados em religião e vida social da região e do mundo. Trinta parentes de Frei Nestor, de 1º e 2º graus, são contados nas fileiras da Vida Religiosa e Sacerdotal. Segundo consta em sua ficha autobiográfica, na família Frei Nestor aprendeu a seriedade do trabalho, a virtude da religião, a força nas privações e sacrifícios. Do pai herdou o caráter sanguíneo e o gosto pela música. Sua mãe foi exemplo de alegria, paciência e compreensão, de quem aprendeu também a confiar em Deus nas dificuldades.

Frei Nestor se considerava inclinado mais às coisas práticas e não às abstrações. Dizia-se frade feliz e realizado: “Nunca tive desejos inalcançáveis. Portanto, na maioria do tempo, fui muito feliz”.

Na evangelização, Frei Nestor passou parte de seus anos em grandes e médias cidades, especialmente na periferia, e outra boa parte nas colônias do Sul, trabalhando mais entre pessoas simples, colonos e operários e crianças. Seus trabalhos preferidos eram: visitar capelas, dar catequese, ensaiar cantos com o povo, tocar nos ofícios divinos, ou mesmo só por prazer, improvisando no órgão. Em Angelina, nos últimos anos, além da acolhida aos romeiros, fazia vários outros pequenos serviços na fraternidade. Aliás, segundo ele, o exemplo da boa Fraternidade chama a atenção dos leigos(as), que notam como vivem os frades: “palavras convencem, exemplos arrastam”.

Na companhia de Santo Antônio e de tantos confrades que viveram com entrega, alegria  e sabedoria a sua vocação franciscana neste mundo, possa agora Frei Nestor continuar no céu seus acordes melodiosos de louvor a Deus, e possa interceder por nós,que continuamos nossa caminhada por aqui.

Com informações da Província Franciscana e da Paróquia de Angelina.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*