whatsapp-image-2016-12-03-at-10-46-14
Neste sábado, 03, a Catedral de Florianópolis recebeu os corpos dos jornalistas que faleceram na queda do avião da Chapecoense, que aconteceu na última segunda, 28. Os falecidos chegaram à Catedral por volta de 9h. Foi reservado um momento para a família na primeira hora, e às 10h, o Acerbispo de Florianópolis, Dom Wilson Tadeu Jönck, presidiu uma missa.

O clima de tristeza era grande na Catedral, familiares e amigos unidos para se despedirem de André Luiz Podiacki, Bruno Mauri da Silva, Djalma Araújo Neto, Giovane Klein Victoria e Laion Machado de Espíndula. Palavras foram feitas em homenagem a estas pessoas, e depois, foi celebrada uma Missa por Dom Wilson. Na homilia, o Arcebispo disse que “é na fé que devemos encontrar forças para continuar”.

whatsapp-image-2016-12-03-at-10-46-14-1Dom Wilson também falou que mesmo nas horas difíceis é possível encontrar o melhor. “É um momento de grande dor, de pesar, que atinge toda comunidade. Na vida pode acontecer momentos assim, e devemos superá-los na fé. Eu gostaria de dizer que na dor e no sofrimento, o ser humano talvez traga aquilo que é o melhor de si, aquilo que é o mais pofundo. E um grande exemplo foi o que o povo colombiano fez como homenagem as vítimas”, disse Dom Wilson.

Após a missas, os falecidos foram levados para serem velados na cidade que cada um nasceu:

O repórter do Diário Catarinense André Luiz Podiacki, de 26 anos, será velado na capela do Cemitério do Itacorubi, local do sepultamento.

O técnico de externas da RBS TV Bruno Mauri da Silva, de 25 anos, será velado no Campo do Avante, no bairro Pachecos, em Palhoça, na Grande Florianópolis. O enterro ocorrerá no Cemitério Bom Jesus de Nazaré, no Bairro Passa Vinte, no mesmo município.

O cinegrafista da RBS TV Djalma Araújo Neto, de 35 anos, será velado na capela do Cemitério do Itacorubi e o sepultamento será no Cemitério Municipal de Canajurê.

O repórter da RBS TV Giovane Klein Victoria, de 28 anos, será levado em um avião fretado para o velório no estádio do Futebol Clube Pelotas (RS) e depois será sepultado no cemitério da Comunidade São Marcos, na localidade de Passo do Salso, ainda em Pelotas.

O repórter do Globoesporte.com Laion Machado de Espíndula, de 29 anos, seguirá de Florianópolis em um carro funerário para Terra de Areia (RS). O velório e o enterro serão no Cemitério Municipal São José, em Terra de Areia.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*