Com o sol quase ao centro do céu azul, o helicóptero alçou voo levando consigo o Santíssimo Sacramento, segurado com todo amor e respeito pelo pároco da Paróquia São Luís Gonzaga, Diomar Romaniv. Passavam alguns minutos das 10 horas da manhã deste domingo de Páscoa, 12 de abril, quando padre Diomar, acompanhado pelo padre Diego Martins e os pilotos, partiram em uma missão que levou a bênção do Santíssimo, a milhares de pessoas. Famílias inteiras puderam avistar o helicóptero da empresa brusquense Havan, com uma de suas portas abertas, com o Santíssimo Sacramento as abençoando.

O sobrevoo foi realizado sob os municípios de Brusque, Botuverá e Guabiruba, com paradas especiais nos três hospitais da cidade: Azambuja, Imigrantes e Dom Joaquim. Todo o trajeto foi transmitido pelas redes sociais da Paróquia, oportunizando a milhares de fiéis não só acompanharem as imagens belíssimas da nossa região, bem como rezarem por todas as pessoas neste momento tão marcante para o planeta.

“Para nós como Igreja é uma oportunidade de evangelizar e ao longo desses dias procuramos não perder nenhuma chance de evangelização. Quando tivemos esta ideia, nem precisamos pensar muito, as pessoas se dispuseram a colaborar, fizeram contatos e rapidamente conseguimos organizar este sobrevoo, que é um momento de graça e benção. Saber que estamos levando Jesus para abençoar toda a cidade, e neste gesto, abençoar toda a humanidade, é motivo de alegria, emoção e a certeza de que Deus nunca nos abandona. Ele sempre está conosco, nos acompanha, nos abençoa, se compadece das nossas fragilidades e sofrimentos e hoje foi a expressão visível disso”, ressalta o pároco.

O sobrevoo aconteceu logo após a missa de Páscoa, realizada na Paróquia e também transmitida online. Na oportunidade, foram muitos os fiéis que interagiram pelas redes sociais, compartilhando mensagens de louvor e agradecimentos à paróquia, por proporcionar estes momentos de oração nesta Semana Santa. 

Sábado de Aleluia

Era por volta das 20h de sábado, 11 de abril, quando os sinos da Igreja Matriz São Luís Gonzaga voltaram a soar, anunciando a ressurreição de Cristo. Mas, pela primeira vez, o tradicional canto do “Aleluia” ecoou solitário entre as paredes e colunas de pedras. Faltava a presença física das pessoas que, na Vigília Pascal, se unem em coro e manifestam sua fé.

A celebração da Semana Santa em 2020 foi atípica. Com o isolamento social necessário para conter o avanço do Coronavírus (Covid-19), a Paróquia São Luís Gonzaga passou a transmitir as missas ao vivo, através da internet, pelas redes sociais. Também firmou parceria com a ClaroNet e, desde a Celebração de Ramos até o Domingo de Páscoa, as missas foram disponibilizadas em três canais de televisão.

Do lado de dentro da Igreja Matriz, padres e uma pequena equipe de canto se revezavam nas atribuições litúrgicas. Enquanto isso, do outro lado da câmera, o volume de expectadores era brutal. Nestes cinco dias de transmissões, foram registradas mais de 10 mil conexões simultâneas, o que indica que o número de pessoas que acompanharam as celebrações foi ainda maior. Quando a porta da igreja precisou ser fechada diante da pandemia, a internet trouxe novos caminhos e agora os fiéis já perpassam o limite da própria cidade.

Preparação

Desde o dia 18 de março, atendendo ao decreto estadual, a Igreja Matriz está fechada. Mas, naquela ocasião, toda a programação da Semana Santa já estava definida e precisou ser adaptada. 

“Nos reorganizamos com a mesma qualidade, profundidade e espírito de oração. É a primeira vez na história que nós, padres, temos a oportunidade de celebrarmos juntos o Tríduo Pascal e o Domingo de Páscoa. Nos outros anos, sempre nos dividimos em uma ou mais comunidades”, declara o pároco, padre Diomar Romaniv.

No início da semana, a paróquia lançou um e-book que orientava a comunidade na preparação de um ambiente com símbolos que ajudariam na oração. “Assim nos sentimos mais envolvidos com o mistério que estamos celebrando”, destaca padre Diomar.

Vigília Pascal

Com a duração de quase duas horas, a missa de sábado estimulou algumas reflexões. A primeira delas, relacionada à mudança de vida. “Estamos vivendo um momento de trevas. E não apenas por causa da pandemia. Há tantos outros males que escurecem a sociedade e a vida das pessoas. Vícios, pecados, injustiça e violência. Mas, no meio das trevas há uma luz. Jesus quer nos iluminar. E quanto mais perto da luz, mais perto de Jesus, mais claridade nós temos”, afirma padre Diomar.

De acordo com o pároco, a segunda reflexão surge a partir da palavra de Deus, com leituras da história de salvação, que inicia na criação do mundo e segue até a ressurreição de Jesus. “Deus está sempre conosco, em sinal de amor, proximidade e misericórdia. É possível encontrar nas Suas palavras o alimento espiritual da esperança, que traz coragem e fortaleza para os momentos difíceis”, detalha.

Por fim, a terceira reflexão trata da alegria, paz, esperança e coragem que sentiram os apóstolos diante da ressurreição do Senhor. “Eles estavam tristes e se encheram de alegria. Estavam desanimados e sentiram novamente a esperança. Estavam abatidos, cansados e encontraram um novo entusiasmo e coragem para seguir a vida. É isso que queremos sentir: a paz do ressuscitado e a alegria que Ele nos oferece. Que a esperança que brota da luz do Círio Pascal nos dê coragem para superar os momentos difíceis e recomeçar”, salienta.

Domingo de Páscoa

Aproveitar para viver a alegria em família é a orientação que padre Diomar deixa aos fiéis neste domingo de Páscoa. “Quem sabe se tivesse a facilidade de sairmos de casa, nós olharíamos tanto para outras pessoas, talvez sem perceber direito a esposa, o marido, os filhos, os pais. É tempo de celebrar a Páscoa com quem está mais perto de nós e para quem devemos sempre olhar com carinho e amor”, observa.

O pároco ainda destaca que tem ouvido o testemunho de pessoas que nunca rezaram tanto e tão bem durante a Semana Santa. Ainda que estejam tristes pelo fechamento da igreja, elas destacam o compromisso de organizar o espaço, preparar o ambiente, desligar de outros programas de televisão e se conectar com a celebração que é oferecida.

Texto: Carina Machado/Ideia Comunicação
Crédito das Fotos: Carina Machado/Ideia Comunicação
Crédito das Imagens no Helicóptero: Padre Diego Martins

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*