A Arquidiocese de Florianópolis, por meio do seu Setor Juventude promove no dia 08 de abril, a quinta edição da Jornada Arquidiocesana da Juventude (JAJ). O evento, que acontecerá na Paróquia Bom Jesus de Nazaré, no centro de Palhoça, terá este ano como tema: “O Todo poderoso realizou grandes coisas em meu favor” (Lc 1,49).

17342854_1266188680117121_2345805711543019970_nA atividade, que terá início às 15h, contará com as presenças já confirmadas do Ministério Cenáculo, de Itajaí/SC, Ministério Vida Plena, da Comunidade Bethânia (São João Batista/SC), Ministério Bem Aventurados (São José/SC) e Dom Wilson Tadeu Jönk, Arcebispo Metropolitano de Florianópolis.

Às 18h, os jovens se unem com a presença da comunidade local, para participar da Missa, presidida pelo arcebispo, Dom Wilson Tadeu Jönck, scj.

Na programação estão ainda uma catequese sobre o Ano Mariano, que será feita pelo Pe. Vânio da Silva, e a Adoração ao Santíssimo Sacramento, conduzida e preparada pelas Novas Comunidades.

Atendendo ao apelo vocacional feito pelo Papa, através do tema do Sínodo dos Bispos 2018, “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, o evento contará com um Corredor Vocacional. Neste local, diversas expressões da Igreja, como congregações, novas comunidades, e movimentos, estarão apresentando aos jovens seus carismas.

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE (JMJ)

Apesar de o próximo encontro mundial dos jovens com o Papa, ocorrer apenas em 2019, no Panamá, os jovens são convidados a celebrar em suas igrejas particulares a Jornada Mundial da Juventude, no sábado ou domingo de Ramos. Assim, a Igreja do mundo inteiro celebra a pluralidade juvenil, que transforma e impulsiona o anúncio do Evangelho.

As JMJ’s foram instituídas por São João Paulo II, em 1986, e dois eventos importantes marcaram a história inicial das jornadas: o Jubileu dos jovens em Roma para o Ano Santo da Redenção, em 1984, quando João Paulo II entregou a cruz aos jovens em 22 de abril; e em 1985, o Encontro Mundial dos Jovens, por ocasião do Ano Internacional da Juventude, proclamado pela ONU.

O Papa João Paulo II dedicou então uma Carta Apostólica aos Jovens, convidando-os para mais um encontro em Roma: a primeira Jornada Mundial da Juventude, em 1986.

Em 1987, o saudoso Pontífice polonês convocou os jovens a um encontro em Buenos Aires, tornando a JMJ um encontro de peregrinação internacional. Nesta edição, João Paulo II reafirmou o que vinha dizendo aos jovens desde o início de seu pontificado: “Vós sois a esperança da Igreja, vós sois a minha esperança”.

Neste ano de 2017, o evento chega a sua 32ª edição, alcançando milhões de jovens há mais de três décadas.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*