No domingo, 11 de junho, a Pastoral Vocacional promove o Retiro Projeto de Vida, a partir das 08h30, no Seminário Propedêutico, em São José. Informações com Pe. Vânio da Silva, no (48) 9-9916-3808.

Pastoral Vocacional trabalha na busca de vocações sacerdotais

“O melhor caminho é entrar no seminário, pois fora dele será difícil discernir esta vocação”

José Gabriel Oliveira Guarnieri tem 19 anos e é natural de Joinville. Desde o dia 12 de fevereiro de 2017, sua vida mudou completamente. Deixou a coordenação do grupo de oração jovem, da Paróquia São Judas Tadeu, em Brusque, para morar no Seminário Propedêutico Monsenhor Valentim Loch, em São José.

Desde criança, o jovem, que é filho único, tinha o desejo de ser padre, mas durante o ensino médio, outras metas de vida arrefeceram este sonho. Porém, quando Deus chama, ele não desiste de ninguém. No último ano do curso, recebeu ajuda de um seminarista do Pontifício Instituto para as Missões Estrangeiras (PIME), em Brusque, para discernir a vocação sacerdotal. Buscou então o curso de filosofia e a orientação vocacional com o coordenador arquidiocesano da Pastoral Vocacional, Pe. Vânio da Silva. Após o retiro Projeto de Vida em 2016 e com apoio da Paróquia São Judas Tadeu, de Brusque, finalmente o jovem se deixou atrair pelo chamado de Deus, que vence todas as barreiras. “Nossa vocação é gerada no seio de Nossa Senhora e no coração de Cristo. Estar no seminário é uma experiência excelente de amadurecimento espiritual e humano”, constatou o seminarista.

Filho único da família Guarnieri tinha o sonho de ser padre desde a infância. Foto: Rafael da Silva

José Gabriel é fruto de um amplo trabalho desenvolvido pela Pastoral Vocacional da Arquidiocese, que durante o ano todo, promove encontros com o objetivo de auxiliar os jovens no discernimento vocacional.

São dois tipos específicos de encontros. Um reúne os rapazes a partir dos 12 anos e é denominado Grupo de Orientação Vocacional João Paulo II (GOVJPII). Já houve dois deles em 2017. O próximo GOVJPII será no dia 09 de setembro, no Seminário de Azambuja.

Além desse, a Pastoral Vocacional promove o Retiro Projeto de Vida para rapazes a partir dos 17 anos. Esse retiro acontece no Seminário Propedêutico, em São José. Nesse ano ocorreu o primeiro, em abril. O próximo será no dia 11 de junho, das 08h30 às 16h, no mesmo local. “Além de serem gratuitos, a pastoral disponibiliza transporte para os adolescentes e jovens que desejam participar destes encontros, que são espaços privilegiados para um amadurecimento e discernimento vocacional, pois no transbordar de seu amor e de sua misericórdia, Deus nos chama a uma vocação específica na sua Igreja”, afirma o seminarista Luiz Francisco Fraga.

 

Paulo está no quarto ano de teologia

Passo de um discernimento vocacional na vida de um jovem

“Sou Paulo Sergio Chaves, seminarista da Arquidiocese, com 35 anos de idade e estou no quarto ano de teologia. Este é meu oitavo ano de seminário, uma caminhada que começou em 2010, quando ingressei no Seminário Propedêutico, em São José.

Antes de entrar para o seminário trabalhava em uma empresa que distribuía salgados congelados na região da grande Florianópolis. Neste cotidiano senti o desejo de discernir este chamado. Desde 2008, estava na incerteza de onde buscar este discernimento, pois nossa Igreja é muito rica no que se refere ao contexto vocacional.

A insegurança durou dois anos até chegar a uma decisão madura. Durante este período participei de alguns encontros vocacionais, mas um retiro de carnaval da Comunidade Arca da Aliança, de Joinville, me fez compreender que Deus nos chama no lugar em que estamos. Essa foi a resposta que recebi do Elias – hoje Diácono Elias -, fundador da comunidade: ‘Paulo, volta para o lugar em que estás, para o que fazes – neste ano de 2008 trabalhava em Tubarão – e nos teus afazeres, Deus te mostrará, a seu tempo, o chamado que tem para ti’.

Logo em seguida, na despedida do seminarista da Arquidiocese, Philipe Valdeno Damazo, também do quarto ano, resolvi entrar de fato para o seminário. Foi no momento de oração pelo Philipe que senti esse desejo em meu coração. Falei então com meu pároco, na época o Pe. André Gonzaga. Surpreso, acolheu a decisão e no dia seguinte conversou com Pe. Vânio que, junto com a equipe de formação, aceitam minha entrada um pouco tardia, pois o ano formativo já havia iniciado e, como trabalhava, precisava deixar tudo certo na empresa. Logo após a Páscoa daquele ano de 2010, aos 23 anos, comecei meus passos rumo à vocação sacerdotal.

Posso dizer àqueles que tem alguma dúvida em relação ao seu chamado: onde estão, Deus falará aos seus corações. Quando este momento chegar, não tenham medo, vale a pena deixar o que fazem e investir no discernimento vocacional, participar dos encontros e retiros vocacionais. Parar o que estão fazendo para saber, de certeza, aquilo que Deus quer de cada um de vocês. Se for um chamado ao sacerdócio, o melhor caminho é entrar no seminário e, inserido na realidade formativa, buscar a certeza deste chamado, pois fora dele será difícil discernir esta vocação”.

Retiro Projeto de Vida realizado em maio, em Brusque. Foto: Ricardo Righetto 

Serviço

Para participar dos próximos encontros vocacionais, entre em contato por meio do telefone (48) 99916-3808 / 99633-7436.

Facebook: Pastoral Vocacional Florianópolis

Matéria publicada no Jornal da Arquidiocese, edição de junho de 2017, página 12.

 

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*