dizimo mirim - envelope

As crianças da Paróquia Santo Antônio, em Itapema, fazem a oferta por meio deste envelope personalizado.

Denise Negrini Albino, atual coordenadora da catequese da Comunidade Sagrada Família, da Paróquia Santo Antônio, em Itapema, foi a idealizadora, juntamente com Adriana Nicoletti, de um projeto que serve de exemplo.

Há oito anos, quando coordenava os coroinhas da comunidade mais pobre da paróquia, começou um trabalho de conscientização. Ela dizia aos pequenos: “Se vocês ganharem um dinheirinho para comprar doces, guardem um pouco para a Igreja”. Denise explica que se “a criança aprende a repartir desde cedo, tornar-se-á um adulto consciente”.  Assim iniciava o projeto “Dízimo Mirim”.

Atualmente, os catequizandos também participam da iniciativa. “Uma semente plantada que deu frutos. As crianças esperam o dia para ofertar o dízimo”, disse Denise.

Hoje, em toda a paróquia acontece o dízimo mirim. Uma destas crianças é Thaeme Giacomini de Carvalho, 07 anos e dizimista desde os três. “Sei que meu dinheiro é para ajudar a Igreja”, cita Thaeme. A mãe afirma que a filha é econômica. “Damos dinheirinho e ela guarda, para todo mês tirar uma parte e fazer a oferta. É de coração, pois tudo vem de Deus”, destaca Aidê Giacomin.

1510986_889918264432834_1158141997487791570_nServir com amor

Dizimistas, coroinhas, na catequese, na Infância Missionária. Lá estão elas, as crianças, para fazer a diferença. Vinícius Back tem 09 anos e é coroinha em Anitápolis, desde os seis. “Eu sirvo a Deus. Ajudo o padre, o diácono e o bispo. É muito bom”, destaca Vinícius, coroinha na Comunidade São Pedro e São Paulo, em Rio dos Pinheiros, Anitápolis.

Na Paróquia São Francisco Xavier, Bairro Monte Verde, em Florianópolis, é desenvolvido um intenso trabalho da Infância Missionária. Amanda Ribeiro Alves tem 12 anos e já é secretária desta ação. Todo sábado à tarde, o compromisso dela é na Matriz. Ela anota os encontros, avisos, ajuda as pessoas a lerem a Bíblia, entre outras coisas. “Estou feliz. Tenho prazer de ser membro e ajudar”, confirmou Amanda.

Matéria publicada na edição de outubro de 2015 do Jornal da Arquidiocese, página 09

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*