Na próxima terça-feira, 21, a Escola Missionária do Movimento de Emaús, de Florianópolis, promove uma palestra com o tema, “Intolerância Religiosa: no passado e no presente”.

Será no Centro Arquidiocesano de Pastoral (CAP), às 20h e terá como assessor, Pastor Renatus Porath.

O evento é gratuito e aberto a todos os públicos.

Formação para a vida

A Escola Missionária é o encontro mensal de formação do Movimento de Emaús, aberto à comunidade e direcionado à abordagem de temas relativos à Igreja e à sociedade.

Serviço

Escola Missionária do Movimento de Emáus

Tema: Intolerância Religiosa: no passado e no presente

Palestrante: Pastor Renatus Porath

Data: 21 de novembro

Horário: 20h

Local: Auditório Monsenhor Bianchini, no Centro Arquidiocesano de Pastoral, Largo São Sebastião, Centro de Florianópolis

Promoção: Movimento de Emaús – Florianópolis

Site: emaus.org.br/florianopolis/

Facebook: Emaús Floripa

Instagram: https://www.instagram.com/emausfloripa/

Tweeter: @EmausFloripa

Sobre o tema 

“Mais que tolerar, acolher a pessoa diferente com sua cultura e expressão religiosa é o caminho para pacificação das relações no micro e no macro mundo. A comunidade cristã com seu credo tão próprio e singular, reivindicando universalidade e verdade, sabe-se especialmente desafiada a participar dessa troca que redundará em conhecimento mútuo.

Aprender a ouvir o que a outra pessoa crê é um exercício para a construção de pontes entre comunidades religiosas. Como nossos antepassados viveram com o diferente. Quantos conflitos não nasceram a partir da intransigência em relação a religião do ouro. Comunidades cristas de diferentes confissões se guerrearam entre si e causaram vítimas e mais vítimas.

Há 50 anos católicos e protestantes dialogam neste país, e celebraram até ecumenicamente 500 anos da reforma luterana há poucas semanas.

Como foi nossa história de intolerância nesses anos, desde a colonização até nossos dias? Que novos focos de intolerância religiosa desafiam nosso Brasil contemporâneo? Queremos conversar sobre esse tema palpitante” (Pastor Renatus Porath).

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*