Foto: CNBB Brasil

Escrito por: Fernando Anísio Batista

Diante da crise sanitária global a Igreja do Brasil convoca a sociedade brasileira para uma Ação Solidária Emergencial que promova gestos concretos de ajuda às famílias em situação de vulnerabilidade. A ação busca somar-se às iniciativas já em curso nas comunidades e paróquias ou promover ações de solidariedade neste momento tão difícil da vida humana, renovando a esperança e amorosidade às pessoas que sofrem as consequências sociais da pandemia.

Para uma ação de resposta aos impactos e consequências da pandemia do coronavírus, há três fatores abrangentes que devem ser levados em consideração. Primeiro, as pessoas devem ser vistas como seres humanos, não apenas como casos. Portanto, é fundamental a garantia da dignidade humana. Em segundo lugar, o envolvimento da comunidade é crucial, mas esse envolvimento deve ocorrer de maneira cuidadosa para não expor as pessoas que querem ajudar nem as pessoas que estão precisando de ajuda. E, em terceiro lugar, o enfoque na prevenção da propagação do coronavírus não deve fazer-nos esquecer as outras necessidades das pessoas afetadas, nem as necessidades médicas de longo prazo da população em geral.

Algo muito importante para decidir se é necessário realizar ou não uma Ação Solidária Emergencial diante da pandemia é identificar se há pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social que precisam de ajuda emergencial para superar os impactos e consequências da pandemia do coronavírus que assola nosso país. Para isso, algumas indagações prévias são importantes:

1) Na paróquia ou comunidade há famílias que estão sofrendo os impactos e consequências da pandemia?

2) A paróquia ou comunidade tem capacidade de organizar a ação solidária emergencial?

3) Há pessoas disponíveis para organizar a ação solidária emergencial?

Outras informações podem ser obtidas no site da CNBB.

Artigo publicado na edição de maio de 2020 do Jornal da Arquidiocese, página 8.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*