Por milênios Deus se revelou à humanidade através de suas obras, isto é, através da criação. Ele se revela a nós por meio da Escritura (Bíblia), a Palavra escrita, e através de Jesus Cristo, a Palavra viva.

Ao lermos a Palavra de Deus, rezamos, meditamos e refletimos a missão que Ele nos confiou. Missão de ecoar e viver o seu projeto de vida (Jo 10,10), anunciado por seu Filho Jesus Cristo.

O contato com a Palavra, na nossa oração individual ou com a família, ou ainda reunidos em grupos de pessoas na comunidade, nos faz sentir-nos próximos de Deus. Ali fazemos a experiência do encontro pessoal e comunitário com Jesus, ele que é a Palavra, o pão vivo descido do céu: “Este é meu Filho amado, escutai-o”.

Deus nos fala diariamente por vários meios e formas; basta a nós: escutar, ver e sentir a sua presença no nosso meio. Ele nos faz ver e perceber o quanto devemos ser cristãos solidários, proféticos e de fé ardente para superar os grandes desafios que encontramos no dia a dia.

A sua Palavra nos coloca em missão, nos motiva e nos impulsiona a olharmos o mundo à nossa volta com seus olhos e seu coração de Deus. Ela é luz nas nossas ações com as pessoas caídas e sofridas, na superação das injustiças, da violência, na busca do bem comum, vida em abundância para todas as pessoas.

Para sermos bons cristãos, a nossa espiritualidade tem que estar centrada na Palavra, nos ensinamentos de Jesus, e enraizada na comunidade, na vivência de um mundo mais justo, solidário e fraterno.

Para vivenciar a Palavra não basta ler e ouvir a Escritura (Bíblia), é necessário criar intimidade com Jesus Cristo. Com certeza somos escolhidos por ele para anunciarmos a sua Palavra e darmos testemunho do amor de Deus, trilhando os caminhos da retidão, da paz, da justiça e do bem. Ide, “irmãos amados por Deus, que sois dos seus escolhidos, pois o nosso anúncio do Evangelho aconteceu entre vós…” (2Ts 2,13-14).

Tenhamos um coração aberto à ação do Espírito Santo, atento para perceber, sentir e acolher a Palavra de Deus em meio às tribulações, principalmente neste tempo de distanciamento social causado pela pandemia.

Sejamos perseverantes no anúncio da Palavra nas casas, nos condomínios, em todo lugar. Sejamos missionários evangelizadores com alegria, esperança e certeza de que Deus está no meio de nós.

Maria Glória da Silva
Coordenadora arquidiocesana dos Grupos Bíblicos em Família
Artigo publicado na edição de julho do Jornal da Arquidiocese de Florianópolis, pág. 8

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*