Foto: Ação Social Arquidiocesana (ASA)

Com a pandemia muitos têm vivido tempos difíceis, principalmente por conta do isolamento social. Muitas dúvidas surgem como incertezas de emprego, instabilidades políticas, e com elas a ansiedade. Porém, é preciso olhar um pouco além e perceber que há pessoas que estão em situações mais delicadas e precisando de ajuda. Muitas delas se encontram sem o básico para a sobrevivência. Diante desta realidade a Ação Social Arquidiocesana, ASA, se uniu a CNBB e Cáritas Brasileira na campanha “tempo de cuidar”. A iniciativa busca estimular a solidariedade, por meio de gestos concretos, como a arrecadação de alimentos, produtos de higiene e limpeza.

Mesmo diante da pandemia ASA, pastorais e entidades ligadas a ela, dão continuidade aos trabalhos junto a população mais vulnerável. Fernando Anísio Batista, secretário executivo da ASA, afirma que toda forma de ajuda é muito importante. “Neste momento de aflição, o apoio e o envolvimento de todos junto às redes de solidariedade que se constituem nas paróquias e entidades sociais tornam-se necessário e imprescindível, para que o Reino de Deus se propague e a paz volte a reinar nos corações dos que mais sofrem neste flagelo”, completa ele.

Na última semana passada a Pastoral da População de Rua divulgou alguns números de assistidos nesse tempo. Até o momento foram atendidos 90 casas de imigrantes Haitianos e Senegaleses, 33 casas com pessoas que saíram das ruas e 8 casas de assistidas pela Pastoral da Aids. Foram entregues 124 cestas básicas, 100 bandejas de ovos, 100 pacotes de sabão em pó. Essa ação aconteceu em comunidades vulneráveis de Florianópolis, Biguaçu e Palhoça.

Mais informações:
No site www.asafloripa.org.br, você encontra um mapa com as cidades e instituições vinculadas a ASA.

Como ajudar:
Você pode ajudar nesta mobilização, entre em contato através do WhatsApp (48) 9 9609-5975, do e-mail [email protected] ou através dos perfis da ASA nas redes sociais:
Facebook: facebook.com/asa.florianopolis
Instagram: @asafloripa

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*