Paróquia São Judas Tadeu e São João Batista, Ponte do Imaruim, Palhoça

Milhares de fiéis, das 71 paróquias da Arquidiocese, nos 30 municípios da área de abrangência, participaram da Solenidade de Corpus Christi, no dia 20 de junho. O nome vem do latim e significa “Corpo de Cristo”.

É um dia em que os fiéis tradicionalmente confeccionam os tapetes de flores, serragem e outros materiais, pelas ruas onde o sacerdote passará com o Santíssimo Sacramento.

Paróquia Nossa Senhora da Glória, Balneário do Estreito

Neste ano, a exemplo de 2018, em grande parte das paróquias e comunidades, os fiéis foram motivados a levar alimento não perecível, produtos de higiene, roupas e cobertores, em um gesto de solidariedade.

Paróquia de São José

Na Igreja Mãe da Arquidiocese, a Catedral Metropolitana, todos foram convidados a fazer um gesto de caridade em prol do Asilo Irmão Joaquim e da Pastoral do Migrante, levando donativos de gênero alimentício, higiene pessoal e de limpeza. Foram arrecadados aproximadamente 500 quilos de alimentos, além dos outros materiais.

Catedral Metropolitana

A novidade deste ano na Catedral veio da artista plástica, Beatriz Wolf Harger Silveira, que  confeccionou 50 metros de pintura em lona, a partir de observações que ela têm fez da solenidade, de anos anteriores. Além disso, no corredor central da Catedral, um imenso tapete feito com cinco mil fuxicos.

Veja as fotos neste link.

A Missa foi presidida pelo Arcebispo, Dom Wilson Tadeu Jönck, scj, e concelebrada por outros padres. A procissão deste ano também passou pelas ruas centrais da capital.  Segundo a organização, participaram aproximadamente 5.000 pessoas. Os cantos da celebração ficaram por conta do ministério de música da Comunidade Católica Divino Oleiro.

Confira abaixo, alguns momentos da homilia do Arcebispo, em Florianópolis.

O desejo de Deus é estar no meio de cada um de nós, Ele deseja participar da história, na nossa história. Essa presença foi escolhida por Deus, Ele assim escolheu, pois assim n’Ele podemos nos alimentar e assim Ele se torna essa presença em nossa vida e deseja que nós nos tornemos também essa presença do Cristo na vida de cada um.

Hoje somos chamados a lembrar de Cristo na nossa vida, lembrando-se de cada palavra e ensinamento. E fazendo , a nossa vida se torna uma vida cristã. Isso deve permear a nossa vida e os nossos gestos, e os testemunhos vão sendo a forma dessa união. Também a Eucaristia é sacrifício, e hoje nesse sacrifício está a minha vida, quando nós apresentamos diante de Deus pequeno ou grande, apresentamos a nossa vida como esse sacrifício, e assim apresentamos a nossa vida a esse mundo unido ao Cristo.

A Eucaristia é alimento, e Ele alimenta a nossa fé onde estamos. Que ela seja esse alimento na caridade e que a nossa vida se torne Eucaristia. Que esses pães multiplicados possam hoje saciar a principal fome do coração de todos, que é a fome de Cristo! Amém!”

Santuário de Azambuja, Brusque

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*