Foto: Franklin Machado / CNBB SUL 4

Foto: Franklin Machado / CNBB SUL 4

Na última segunda-feira, 06, foi realizada na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em Florianópolis, uma sessão especial alusiva a Campanha da Fraternidade 2017, que tem como tema “Biomas brasileiros e defesa da vida”.

A Sessão contou com a presença de todos os bispos das dioceses de Santa Catarina: Dom Rafael Biernaski, bispo de Blumenau,      Dom Severino Clasen, bispo de Caçador, Dom Odelir José Magri, bispo de Chapecó, Dom Jacinto Inácio Flach, bispo de

Foto: Fábio Queiroz/ Agência AL

Foto: Fábio Queiroz/ Agência AL

Criciúma, Dom Mário Marquez, bispo de Joaçaba, Dom Onécimo Alberton, bispo de Rio do Sul, Dom Wilson Tadeu Jönck, Arcebispo de Florianópolis, Dom João Francisco Salm, bispo de Tubarão e presidente da CNBB Sul 4, Dom Nelson Westrupp, administrador apostólico de Lages e também o Padre Adenir José Ronchi, administrador da diocese de Joinville. Pastorais e movimentos da Arquidiocese também estiveram presentes na solenidade.

Durante a cerimônia, foram realizadas homenagens e muitos discursos sobre o tema da Campanha deste ano. Diante da

Foto: Fábio Queiroz/ Agência AL

Foto: Fábio Queiroz/ Agência AL

assembleia, o biólogo Dr. Ademir Reis defendeu um novo entendimento entre natureza e homem, e ressaltou a importância da atitude de cada um: “O homem ainda não sabe conviver com os ecossistemas, mas todos têm de cumprir seu papel, o que significa o compromisso de aprender a viver em hamornia com a natureza”.

O deputado estadual, Padre Pedro Baldissera, propositor da sessão especial, ressaltou a importância de defender as maravilhas que Deus fez: “Temos de cuidar da casa comum, cultivar e guardar a obra da criação, a natureza não é algo separado, desvinculado de nós, não estamos sozinhos, somos e fazemos parte de um todo, há uma relação de reciprocidade”.

Foto: Franklin Machado / CNBB SUL 4

Foto: Franklin Machado / CNBB SUL 4

Dom João Francisco Salm, afirmou que o cenário necessita de atenção. Apesar disto, o bispo se demonstrou esperançoso e crente na mudança de atitude da sociedade, citando o livro do profeta Isaías, A “terra voltará a ser um grande jardim”, desde que cada um faça a sua parte, “governos, empresários, famílias e cidadãos”.

A cerimônia também recebeu alguns homenageados. Foram eles:

– Movimento dos Atingidos por Barragens, representado por Pedro Melchior
– Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis, representado por Dorival dos Santos
– Movimento das Mulheres Camponesas, representada por Justina Sima
– Revolução dos Baldinhos (comunidade Chico Mendes, na Capital), representada por Rose Helena de Souza

Foto: Franklin Machado / CNBB SUL 4

Foto: Franklin Machado / CNBB SUL 4

– Comunidade indígena Morro dos Cavalos, de Palhoça, representada por Eunice Antunes Kerexu
– ONG Setembro Verde, representada por Aquelino Deitos
– Associação Catarinense de Apicultura, representada por Antonio Melo
– Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), representado por Mauro José Velho
– Ponta do Coral 100% Pública, representada por Loureci Ribeiro
– Padre Ney Brasil, in memoriam, representado pelo sobrinho, Guilherme Scharf Neto
– Pastoral da Saúde da Regional Sul 4 da CNBB, representada por Jaci Helena PerottoniPetroni
– Prefeitura de Orleans, representada pelo chefe de gabinete, Gabriel Bianco
– Programa ReOléo, representado por Luiz Antonio Falcão de Moura
– Farmácia da Natureza, representada por Alécio dos Passos Santos, servidor do Legislativo

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*