“Agradeço primeiramente a Deus por me seduzir e me indicar um caminho, uma vocação específica e que hoje eu a abraço: ‘sacerdote eternamente”

Foto: Sheila Gelsleuchter Fotografia

“Nunca percebemos que ele queria ser padre. Ele até fez o vocacional no seminário, porém, disse ao padre reitor do Seminário de Azambuja na época, Pe. Siro Manoel de Oliveira, que por enquanto não era o tempo. Mas um dia encontrei o padre e ele me disse: ‘Teu filho não ficou, mas vai voltar’. E sem impor nada, ele mesmo voltou”.

O quarto filho e o mais velho da pedagoga, Luzia Kahl Chaves, com Amarildo Chaves (in memoriam), retornou no dia em que o céu se rejubilou de alegria, em uma oferta sublime. Paulo Sergio Chaves, 36 anos, foi ordenado presbítero no sábado, 03 de novembro, na Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em São José, pelas mãos do Arcebispo Dom Wilson Tadeu Jönck, scj. A Missa foi concelebrada pelo Bispo Auxiliar Emérito de Florianópolis, Dom Vito Schlickmann, e outros 54 sacerdotes.

A Igreja estava lotada de familiares e amigos de Paulo Chaves, que vibravam em cada passo da liturgia de ordenação presbiteral. Ainda estavam presentes diáconos e os seminaristas de Brusque, São José e Florianópolis.

“Realmente vai se realizar o sonho do meu filho. Ele veio falar comigo e com a avó, Valdemira Kammers Kah, foi quando o abençoamos, perguntamos se era isso mesmo que desejava e dissemos: ‘segue o teu caminho’”, completa a mãe Luzia, que também é catequista na Paróquia Sagrados Corações, em São José.

Confira as imagens: Ordenação Pe. Paulo Chaves – I

Na homilia, Dom Wilson explicou que é Deus quem chama. E a força desse chamado é tão grande, que não se pode deixar de atender. “Paulo Chaves ouviu essa voz e, a partir de hoje, coloca-se a serviço das pessoas para as levarem até Jesus. Paulo se reveste do poder de Cristo de abençoar a todos. Ele mesmo precisa ter vida íntima com Cristo. Esse estar junto com o Senhor é fundamental e essa experiência vai passar adiante”, acrescentou o Arcebispo.

Com o lema de ordenação presbiteral – “Arrasta-me, após Ti. Corramos!” (Ct 1,4), o neo-sacerdote disse que Deus quer que seus filhos retornem à face dele, para seus caminhos. “Por isso, ele encontra maneiras de seduzir-nos e, por tamanho amor que ele tem por cada um de nós, agradeço primeiramente a Deus por me seduzir, por me trazer para perto dele e me indicar um caminho, uma vocação específica e que hoje eu a abraço: ‘sacerdote eternamente’. Não para mim, mas para levar outros a buscarem a face do Senhor”, destacou o Pe. Paulo Chaves.

E concluiu ao citar que “como criança a correr, para os teus braços eu irei também. Ora, não posso e não quero correr sozinho. Desejo que muitos outros se lancem para receber esse prêmio e que eu possa, com a graça de Deus e o auxílio de Nossa Senhora, ajudar muitos nesse caminho. Amém”!

Mais fotos: Álbum – II

Rezemos por novas vocações sacerdotais.

#EmCadaComunidade #UmaNovaVocação

Histórico

Natural de São José, Pe. Paulo Sergio Chaves cresceu na comunidade Nossa Senhora do Rosário e em 1989, foi morar no Jardim Solimar, onde fica localizada a Igreja Nossa Senhora Aparecida, que pertence à Paróquia Sagrados Corações, São José.

O despertar da vocação se deu a partir do grupo de jovens Filhos de Maria, da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, a qual Pe. Paulo voltou a participar no ano de 2005.

Teve como grande incentivador vocacional – não ao ministério ordenado de forma direta, mas à vida cristã, Pe. André Gonzaga, que na época era pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário e o apoio na sua decisão de discernir a vocação sacerdotal no ano de 2010.

Entrou no Seminário Propedêutico, na época em Camboriú, em 2010, aos 28 anos de idade.

Cursou filosofia na Faculdade São Luís, em Brusque, entre 2011 e 2013. De 2014 a 2017, fez teologia na Faculdade Católica de Santa Catarina (FACASC).

A ordenação diaconal ocorreu em 21 de abril deste ano.

Leia também:

Jair Pereira, o primeiro presbítero ordenado em 2018 na Arquidiocese

Arquidiocese de Florianópolis ordena Eduardo Senna presbítero

Confira como foi a ordenação do Pe. Guilherme dos Santos e as fotos neste link.  

Philipe Damazo, o quarto padre ordenado este ano na Arquidiocese

Fotos: Sheila Gelsleuchter Fotografia

 

 

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*