A revelação foi feita aos jornalistas durante o voo que o levou a Santiago do Chile,
enquanto mostrava uma foto de uma criança vítima do bombardeio atômico no Japão na II Guerra.
 

O Papa Francisco teme uma guerra nuclear. Foi o próprio pontífice a fazer esta revelação aos jornalistas presentes no voo que o levou até Santiago do Chile.

O Santo Padre pediu ao diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, que distribuísse aos jornalistas presentes no voo a foto preto e branco do menino que, após o bombardeio atômico de Nagasaki de 1945, leva seu irmãozinho morto nas costas para ser cremado.

A foto que tornou-se célebre por retratar com intensidade as consequências da guerra foi tirada pelo fotógrafo estadunidense.

Nos últimos dias de dezembro Francisco a escolheu entre tantas, como um alerta para o perigo atômico, pedindo que fosse impressa em um cartão com a sua assinatura, acompanhada pela frase: “…o fruto da guerra”.

Na descrição da imagem é ressaltado o desespero da criança, expresso no gesto de morder os próprios lábios até sangrar.

Confira a programação completa do Papa que está em viagem ao Chile e após Peru.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*