Ele trabalhou como atendente de loja de shopping e enfermeiro em hospital, até dar um rumo de 360 graus na própria vida. Aos 40 anos, José Silvano Torquato é o mais novo padre da Arquidiocese de Florianópolis.

A Missa de ordenação presbiteral ocorreu na tarde do sábado, 07, na Igreja Matriz da Paróquia Senhor Bom Jesus de Nazaré, centro do município de Palhoça (SC). Foi presidida pelo Arcebispo Dom Wilson Tadeu Jönck, sjc, concelebrada por vários padres e com a participação de diáconos.

Confira as fotos dos melhores momentos da ordenação neste link. 

Muitos fiéis das Paróquias Divino Espírito Santo, de Camboriú; São Vicente de Paulo, de Itajaí, e de várias outras, além de seminaristas e familiares, lotaram a Igreja Matriz.

“Para entendermos o que é o sacerdócio devemos olhar o próprio Cristo. Jesus olhava para as necessidades do povo e atendia. Deus chamou o Diácono José Torquato para evangelizar. É a continuidade da missão de Cristo que José vai fazer”, destacou Dom Wilson. Na continuação da homilia, o Arcebispo disse que “é grande a missão do sacerdote. Diácono José Sivano, não faça com suas forças. Dificuldades e perseguições você terá, mas Deus não o abandonará. É uma missão maior que suas forças. Por isso, buscar o relacionamento com Deus todos os dias”.

Pouco antes de finalizar a celebração, bastante emocionado, Pe. Torquato agradeceu à mãe e falou que ela “tem os braços de Deus para nós. Que a vida e o caminho da senhora sejam sempre floridos”. José Torquato acrescentou na mensagem que um enorme sentimento de alegria inundou o seu coração. “Resta agradecer ao Altíssimo e bom Senhor e louvar pelo dom da vocação. Foram anos de dedicação, de combate, de questionamento. Mas a graça de Deus não foi em vão. Conto com as orações de vocês para que eu viva o ministério sacerdotal com fidelidade. ‘Provai e vede como o Senhor é bom’ (Sl 34,9)”, finalizou com o neo-sacerdote com o lema de ordenação presbiteral.

Confira a entrevista do neo-sacerdote

O chamado

O padre conta que sentiu o chamado para a vocação sacerdotal depois da Crisma, através de um convite do então catequista, Rogério Prim (in memorian), na comunidade do Rio Grande, em Palhoça. No dia da Crisma, ele participou da liturgia e então começou a se engajar na Igreja. Participou de grupo de jovens, da catequese e da liturgia. “Até este convite do catequista, não tinha vontade e não participava de nada, nem das celebrações. Entrei com 26 anos de idade no seminário. Fui para o Seminário de Azambuja em 2003 e terminei os estudos em 2010”, relembra Torquato.

Então, ao achar que não estava preparado, pediu para sair. Em 2016 solicitou retorno ao Arcebispo e foi aceito, sendo enviado para a Paróquia São Vicente de Paulo, em Itajaí, “onde Pe. Josemar me acolheu muito bem. Em 2017 fui enviado para Camboriú, na Paróquia Divino Espírito Santo, e ordenado diácono no dia 07 de maio, na Paróquia São João Evangelista, em Biguaçu, juntamente com Paulo Stippe”.

Padre José Torquato é agora vigário paroquial da Paróquia Divino Espírito Santo, de Camboriú, onde já desenvolvia atividades pastorais antes da ordenação.

Histórico

Natural de Paulo Lopes, José Silvano Torquato é o sexto filho de Silvano Manoel Torquato (in memorian) e Tereza Manoel Torquato.

Cursou o ensino fundamental e médio no Colégio Estadual Governador Ivo Silveira, em Palhoça. A filosofia foi na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) e a teologia, no Instituto de Teologia do Estado de Santa Catarina (ITESC).

 

 

 

Próxima ordenação no dia 14

O próximo jovem a se ordenar presbítero será o Diácono Paulo Stippe Schmitt no sábado, 14 de outubro, às 15h, na Igreja Matriz da Paróquia Santo Antônio, em Itapema (SC).

 

 

 

Fotos: João Augusto e Joel José Schvambach

 

 

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*