O desafio de dinamizar, promover e acompanhar o trabalho das expressões que lidam com os jovens na Arquidiocese

No dia 20 de outubro, a nova coordenação do Setor Juventude realizou a primeira reunião. Na ocasião foi abordada a programação de 2019, e o assessor eclesiástico do setor, Pe. Ewerton Gerent, apresentou os novos secretários executivos norte e sul. Conheça-os!

Secretária do Setor Juventude Norte

Carla Beatriz Corrêia tem 24 anos, é analista de exportação, participa da Paróquia São Sebastião, em Tijucas. A jovem afirma que ficou surpresa e ao mesmo tempo ficou feliz com o convite para ocupar a secretaria e ressaltou que o Setor Juventude deve levar a Boa Nova do Evangelho a todos os jovens da Arquidiocese. “É possível proporcionar um genuíno encontro com Deus a cada jovem que de alguma forma for alcançado por essa grande ferramenta de evangelização que é o Setor Juventude. Que essa propagação gere cada vez mais graças, mais jovens decididos por seguir a Deus, cada qual com sua pessoalidade, dentro dos carismas, movimentos, congregações que lhe agradam, priorizando assim o protagonismo jovem, como destaca a missão do Setor”, explica a jovem.

Secretário do Setor Juventude Sul

Matheus Crispim da Silva tem 21 anos, estuda Educação Física na UDESC, é professor e participa da Paróquia Santo Antônio, em Campinas, São José. O jovem confessa que ficou muito feliz ao receber o convite, mas que esperou um tempo para discernir a decisão. Além disso, o jovem contou o que espera desse novo desafio. “Espero possibilitar aos jovens formas de se encontrarem com Deus e manter esse vínculo de amor, buscando cada vez mais viver uma vida reta n’Ele, preservando sempre o carisma jovem para colocar em prática o que disse São João Paulo II: ‘Ser santo sem deixar de jovem’”, cita Crispim.

Jovens unidos

Os dois secretários destacaram que o maior desafio do Setor é dinamizar, promover e acompanhar o trabalho das expressões que lidam com os jovens na Arquidiocese possibilitando uma  uma maior unidade da juventude como Igreja.

Matéria publica na página 11 da edição de novembro de 2018 do Jornal da Arquidiocese

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*