pe-neyA Arquidiocese de Florianópolis comunica com pesar o falecimento do Pe. Ney Brasil Pereira, ocorrido às 08h27 desta quarta-feira, 04, no Hospital de Caridade. Pe.  Ney entregou sua vida a Deus, depois de a ter ofertado à tantos irmãos e irmãs neste mundo.

Velório, Missa e sepultamento

Acontece a partir das 13h desta quarta-feira, na Catedral Metropolitana

16h – Missa de corpo presente na Catedral

Sepultamento ocorre logo em seguida, no Cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis.
img-20161231-wa0059

Biografia

O padre da Arquidiocese, Ney Brasil Pereira, nasceu no dia 04 de dezembro de 1930, em São Francisco do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, sendo batizado no dia 25 de dezembro de 1931, na Matriz da Paróquia daquela cidade, pelo Frei João Reinert, OFM.

Dos seis filhos de Antonio Pedro Pereira e Maria Tavares Silveira Pereira, Pe. Ney foi o quarto, sendo crismado aos cinco anos de idade, por Dom Pio Freitas, também em São Francisco do Sul. Mudou-se para a capital aos oito anos de idade.

Ainda na adolescência, Pe. Ney se tornou fluente em latim, grego e francês. Foi durante o colegial – que hoje equivale ao ensino médio – que o padre aprendeu esses idiomas e recebeu noções de inglês, italiano e alemão, já no seminário.

img-20161231-wa0060-1

Cálice usado na ordenação presbiteral em Roma

É considerado um exegeta, pelo domínio da interpretação minuciosa da Bíblia. Padre Ney é o único brasileiro na Pontifícia Comissão Bíblica, um grupo de 20 especialistas do mundo que se dedica ao estudo da Bíblia. A nomeação para a Comissão ocorreu em 2001. Ele pesquisou o tema “Bíblia e Moral”, proposto pelo então cardeal Josepf Ratzinger – hoje Papa emérito Bento XVI.

A partir do Concílio Vaticano II, em 1965, esta Comissão foi reformulada e desde a década de 70 é formada por um grupo de 20 especialistas em Bíblia de todo o mundo, que se reúne uma vez ao ano, no Vaticano (por cinco dias, na segunda semana após a Páscoa). O grupo se dedica a estudar algum tema proposto pela Congregação para a Doutrina da Fé.

“Nosso Senhor abençoou os dois exames já feitos: obtive a nota dez no Direito Canônico e no Hebraico. A leitura de uma ou duas páginas do Novo Testamento em grego, uma página da Gramática Hebraica, e dois capítulos da Santa Bíblia, são a minha ocupação diária, além do estudo da Teologia. Faço esse esforço inicial nessas duas línguas tão úteis aqui, para poder aproveitar melhor ainda as mil e uma oportunidades de Roma”, escreveu Pe. Ney de Roma, onde fazia a teologia, em 1953. Ele foi para Roma no dia 22 de setembro de 1952 para cursar Teologia lá, onde se ordenou presbítero, no dia 25 de fevereiro de 1956.

E assim, Pe. Ney dava notícias dos seus estudos para a Arquidiocese, onde finalizava suas cartas com a frase: “Com sentimentos de filial obediência e veneração, sou, em Cristo Jesus, o Men. Ney Brasil Pereira”.

Fez o mestrado em Teologia em Roma. No início dos anos 60, conseguiu uma bolsa para estudar música nos Estados Unidos. Dez anos mais tarde fez mestrado em Exegese, em Roma, e em 1973 retornou para Florianópolis.

O padre da Arquidiocese de Florianópolis traduziu os seguintes livros da Bíblia: 1º e 2º Macabeus, Daniel, Baruc e Atos dos Apóstolos.

Padre Ney

– Foi ordenado diácono em 30 de outubro de 1955 e presbítero em 25 de fevereiro de 1956, em Roma. Em 1956 assumiu como coadjutor na Paróquia Santíssima Trindade, em Florianópolis.

No ano seguinte assumiu como professor no Seminário Menor Metropolitano, em Azambuja, Brusque, até 1970.

Em 1973 assumiu como professor no Instituto Teológico de Santa Catarina (ITESC), hoje Faculdade Católica de Santa Catarina (FACASC), em Florianópolis. Em março de 1974 assumiu como capelão do Complexo Penal de Florianópolis: Penitenciária Estadual, Cadeia Pública e Hospital de Custódia.

Atividades e funções que desempenhou nestes 60 anos de padre

– Foi coordenador regional da Pastoral Carcerária, até 2008

– Conselheiro espiritual da equipe de casais Nossa Senhora da Luz

– Assistente espiritual dominical na “Fazenda da Esperança”, em Florianópolis

– Membro do Grupo de Reflexão de Música Litúrgica, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

– Membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB/SC

– Em 1974 – Capelão do Provincialado das Irmãs da Divina Providência, Florianópolis

– 1973 – Regente do Coral Santa Cecília da Catedral

– 1974 – Secretário Geral do ITESC

– 1979 –  Conselheiro espiritual de uma equipe de Nossa Senhora

– 1987 – Redator e Revisor da revista quadrimestral do ITESC “Encontros Teológicos”

– 1999 – Diretor, redator e revisor do Jornal da Arquidiocese, Florianópolis

– 2015 – Coordenador da Pastoral Carcerária

Coral Santa Cecília

Regente desde 1973, Pe. Ney foi o organista e compositor do Coral que já lançou 12 álbuns e viajou três vezes ao exterior para apresentações.

O Coral Santa Cecília da Catedral de Florianópolis comemorou 66 anos no dia 29 de novembro de 2016, com uma apresentação com composições do Pe. José Maurício Nunes Garcia e de Georg Friedrich Haendel. O concerto contou com a participação especial do Quarteto de Solistas da “Polyphonia Khoros”, com Octeto de Cordas e Dueto de Metais. Do programa, sob a regência do Pe. Ney Brasil Pereira, constou, entre outras peças, de “Missa ‘Pastoril’ da noite de Natal” e “Matinas de Natal”, do Pe. José Maurício. E a “Ode para o Dia de Santa Cecília”, de Haendel.

 

Confira a Missa dos 60 anos de sacerdócio do Padre Ney, em 25 de fevereiro de 2016: http://arquifln.org.br/noticias/padre-ney-60-anos-de-oferta-total-e-fecunda-a-igreja/

 

Palavras do Pe. Ney Brasil Pereira, na Missa do Jubileu de Diamante, em 25 de fevereiro de 2016: http://arquifln.org.br/noticias/palavra-do-jubilar-pe-ney-brasil-pereira-na-missa-do-jubileu-de-diamante/

 

Homilia na íntegra do Pe. José Artulino Besen, na Missa do Jubileu de Diamante Presbiteral do Pe. Ney Brasil Pereira, em 25 de fevereiro de 2016: http://arquifln.org.br/noticias/padre-ney-brasil-pereira-jubileu-sacerdotal-de-diamante/

 

Detalhes da vida do Pe. Ney, na entrevista que ele concedeu ao Pe. José Artulino Besen, em fevereiro de 206, por ocasião do seu Jubileu de Ouro Presbiteral Nome: https://facasc.emnuvens.com.br/ret/article/viewFile/405/392

 

Pe. Ney Brasil participa da Plenária “Inspiração e Verdade” – Por Rádio Vaticano, em 08/04/2013, por ocasião da sessão plenária anual da Pontifícia Comissão Bíblica, em Roma

 

 

 

 

8 Comments, RSS

  • AntoniO Carlos Borges

    diz em:
    13 de Janeiro de 2017 às 11:33

    Oi MEU QUERIDO E SAUDOSO PE.NEY BRASIL,SAUDADES DEIXA MUITAS MEMÓRIAS EM MINHA VIDA.FUI ALUNO DELE DE TEOLOGIA QUANDO SEMINARISTA EM FLORIANOPOLIS, ENTRE OS ANOS DE 2003 A 2005.QUE O SENHOR DEUS O CONCEDA UM BOM LUGAR NA MORADA ETERNA.ATÉ MESTRESS COM CARINHO.ANTÔNIO CARLOS BORGES.

  • Ademar Arcângelo Cirimbelli

    diz em:
    8 de Janeiro de 2017 às 16:54

    Agradeço todos os dias a Deus pela graça que tive de conhecer o Padre Ney Brasil Pereira.Sempre alegre, sábio e entusiasta, refletindo a pureza do seu coração generoso.Fizemos dois belos hinos juntos. Imagino que o Hino em Homenagem ao Lira Tênis Clube (pelos 90 anos do Clube), de Florianópolis, apresentado em Sessão Especial do Clube, em 07 de outubro de 2016, tenha sido uma de suas últimas composições. Ele foi autor da música. Colaboramos com a letra. O Avaí Futebol Clube e o Lira Tênis Clube registraram seu passamento e lhe prestaram merecida homenagem, no site e na sua despedida, na Catedral.

  • Renato M.G.Antunes

    diz em:
    5 de Janeiro de 2017 às 23:24

    Pe. Ney Brasil Pereira, foi um verdadeiro sacerdote na sua plenitude. Tive a oportuidade de estar com ele , por masi de 15 anos como coralista do Coral Sta.Cecilia d Catedral. Uma pessoa dedicada ao sacerdocio, a pastoral carceraria, e indiscutivelmnte um estudioso da Biblia e um musico, compositor, arranjador, enfim, uma pessoa com talentos mil recebido de Deus.
    Tanto a Arquiodiocese como a Igreja num todo, parentes e amigos, perdemos um grande e dedicado sacerdote.Ele amava o Coral Sta. Cecilia, espero oqeu este coral nao venha a e acabar, que a diocese da Catedral apoie e de condicoes para o Coral continuar.

  • Wolfgang Gruen

    diz em:
    5 de Janeiro de 2017 às 16:06

    Foi uma vida dedicada com alegria ao povo sedento de aprofundar seus conhecimentos da Bíblia e da vida cristã. Um trabalhador incansável — na pastoral, em diversos âmbitos, e no aprofundamento da Bíblia. Suas numerosas recensões distinguiam-se pela acribia: nada lhe escapava; mas sua crítica era serena, amiga, de leitura agradável. Ainda na última REB,n.303, brinda-nos com uma substanciosa recensão de Os Salmos da Bíblia, de Luís Stadelmann, SJ e de outra recensão, agora da obra organizada pelo jovem e dinâmico lazarista Pe. Vinícius Ribeiro, sobre a misericórdia nos Padres da Igreja. No mesmo volume, também do Pe. Ney, um belo estudo de 14 páginas, sobre a Amoris Laetitia e sua fundamentação bíblica. Para os que o conhecemos, o falecimento do Pe. Ney deixa uma grande saudade; e um agradecimento ainda maior a Deus pelo maravilhoso presente que nos deu na figura do Pe. Ney.

  • Paulo Eduardo Bachtold

    diz em:
    4 de Janeiro de 2017 às 12:29

    Perdemos um grande servo de Deus, que tanto legado nos deixou, por sua inteligência, capacidade criativa trabalhos e fiel cumprimento de seu presbiterado. Ganhamos um grande intercessor no Céu. Descanse em paz.

  • Reni Machado Filho

    diz em:
    4 de Janeiro de 2017 às 11:10

    Padre Ney: verdadeiro sacerdote, verdadeiro mestre, verdadeiro amigo…! Meu sentimento: gratidão ao querido sábio Ney Brasil Pereira. Minha prece: “Santa Cecília, levai-o
    à presença de Deus.”!!!

  • Alex macedo

    diz em:
    4 de Janeiro de 2017 às 10:55

    Rezamos para que Deus conceda a morada eterna.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*