NOTA DE FALECIMENTO

A Vida dos justos está nas mãos de Deus” (Sb 3,1)

É com imenso pesar que nesta manhã de domingo, 20 de maio de 2018, nossa Igreja Particular de Florianópolis recebeu a notícia do falecimento do Reverendíssimo Mons. Agostinho Staehelin.

Mons. Agostinho, nascido aos 09 de setembro de 1924, em São Pedro de Alcântara, exerceu com zelo, dedicação e doação seu ministério sacerdotal em nossa Arquidiocese durante 66 anos. Serviu a Deus e à Igreja, sendo presença viva do Cristo Sacerdote, Profeta e Pastor como Capelão do Hospital de Caridade, Coordenador da Associação Mensageiros do Evangelho – AME e responsável pela Missa na TV, Reitor do Seminário Propedêutico, Diretor Espiritual do Conselho Nacional do Movimento de Irmãos, e Pároco, Vigário e Coadjutor em diversas Paróquias: Catedral Metropolitana – Florianópolis, São João Batista – Itajaí, Nossa Senhora de Fátima e Santa Teresinha do Menino Jesus – Estreito – Florianópolis, São Judas Tadeu – São José, Sagrados Corações – Barreiros – São José, Santa Cruz – Barreiros – São José, São Pedro de Alcântara.

Rendemos nossa gratidão à Trindade Santa, pela vida e ministério do Reverendíssimo Mons. Agostinho Staehelin, e suplicamos ao Pai, pelo Filho, no Espírito Santo, que receba este sacerdote honroso na eternidade feliz, onde a Igreja, Esposa do Cordeiro, eternamente celebrará a vitória sobre a morte.

VELÓRIO: domingo, 20 de maio de 2018, com previsão a partir das 14h, na casa da Sra. Mônica, irmã do Mons. Agostinho, em São Pedro de Alcântara (Boa Parada).

MISSA DE EXÉQUIAS: segunda-feira, 21 de maio de 2018, às 09h, na Igreja Matriz da Paróquia São Pedro de Alcântara.

Orientamos aos Párocos que nas diversas paróquias de nossa Arquidiocese se celebre a Eucaristia em sufrágio do Mons. Agostinho Staehelin, e a todo povo de Deus que reze por ele.

Que o Espírito Santo, fonte de toda a vida, nos console!

Florianópolis, 20 de maio de 2018

Dom Wilson Tadeu Jönck, SCJ

Arcebispo Metropolitano de Florianópolis

2 Comments, RSS

  • Ozildo José Prazeres

    diz em:
    21 de maio de 2018 às 06:53

    Monsenhor Agostinho, dedicou boa parte de sua vida presbiteral ao Movimento de Irmãos. Coube a ele, como Pároco da Paróquia São João Batista em Itajaí ser o pioneiro, juntamente com o Padre Luiz Bertotti na implantação do Movimento de Irmãos em nosso Estado,com o primeiro Encontro de Neos em Nova Trento nos dias 13-15/03/1975. Hoje, o MI está presente e atuante em 05 das 10 Dioceses Catarinenses, sendo a Arquidiocese de Florianópolis, através da cidade de Itajaí, o berço carinhoso e acolhedor do MI, fundado há poucos anos (1970) pelo Monsenhor Bernardo Kasinski, em Curitiba, capital do vizinho Estado do Paraná.
    Monsenhor AGOSTINHO foi Assistente Espiritual do Conselho Nacional (2010/2012), Assistente Espiritual Arquidiocesano, de Área e Paroquial por longos anos, além de dirigir a espiritualidade e palestrar em inúmeros Encontros de Neos, principalmente, nos 40 primeiros Encontros nesta Arquidiocese. Há poucos anos, já enfermo, fez questão que um casal do MI da Paróquia Santa Cruz o conduzisse até o CEAR, num sábado a noite, para ele atender confissões naquele Encontro.Emocionantes, sempre foram suas palestras, mensagens e reflexões sobre os SACRAMENTOS, sobre a FAMÍLIA e o engajamento dos Encontristas nas Pastorais e atividades paroquiais e comunitárias.
    MONSENHOR AGOSTINHO, UM BELO EXEMPLO DE PERSEVERANÇA E AMOR AO MOVIMENTO DE IRMÃOS E À IGREJA, QUE DEVE SER SEGUIDO!
    OBRIGADO MONSENHOR!
    OBRIGADO, SANTÍSSIMA TRINDADE, pela graça de viver e conviver por muitos anos com MONSENHOR AGOSTINHO!
    DESCANSE EM PAZ! SHALOM!
    Celina e Ozildo
    Casal Conselheiro Nato do
    Conselho Nacional do MI.

  • Pe Lúcio Espindola Santos

    diz em:
    20 de maio de 2018 às 21:30

    Estamos Unidos em oração, sobretudo pela missa que celebraremos aqui na Missão de Tite, Guiné-Bissau, nesta manhã de segunda feira, pelo nosso amigo e irmão, o sempre entusiasta Pe Agostinho.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*