Gente do povo, comprometido com as causas sociais e populares, dos pobres e excluídos.

Gente que vive sua fé, engajado na comunidade e comprometido com as causas sociais.

Comprometido com a política no seu sentido amplo, de bem comum, não se deixa levar por interesses privados, que têm impactos econômicos e sociais.

Reconhecidamente honesto, de boa índole, com conduta ética de sua vida.

Pessoa que reconhece que a política tem a ver com a paz, a justiça e o cuidado da vida de uma cidade, de um povo inteiro e da humanidade.

Construtor da paz, diz não às polarizações ideológicas que geram a perda de objetividade e podem levar a divisões e ameaças.

Candidato que promete o que é de sua competência, apresenta coerência entre palavras e atitudes.

Pessoa que defende a democracia, a ética na política e o fim dos privilégios de uma minoria.

Comprometido com a defesa da vida, desde a concepção até o seu fim natural, e a dignidade do ser humano.

Pessoa que deseja mudar o mundo, transmitir valores e deixar a terra um pouco melhor depois da sua passagem por ela.

Pessoa com um comportamento público que inspira confiança e credibilidade, mostra-se com competência para assumir o cargo ao qual se candidatou.

Nestas eleições teremos o direito de votar em seis candidatos. Sugerimos que seja feito um exercício para identificar pessoas que possuem as características acima descritas. Novamente, a mudança está em nossas mãos.

Por Fernando Anísio Batista

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*