No sábado, 09, às 18h, no prédio anexo à Capela do Divino Espírito Santo, localizado na Praça Getúlio Vargas – centro, também conhecida por “Praça do Bombeiro”, em Florianópolis, a Irmandade do Divino Espírito Santo (IDES) inaugura a exposição-  “Mais de dois séculos de História”.

A IDES foi instituída no dia 10 de junho de 1773. Desde então, tem contribuído para a preservação das tradições religiosas e culturais açorianas, através principalmente da Festa do Divino, que recentemente foi considerada Patrimônio Cultural do Estado de Santa Catarina e de Florianópolis.

A Irmandade, hoje, é uma das mais respeitadas Organizações não Governamentais do Estado, desenvolvendo projetos que atendem, diariamente, mais de 750 crianças e adolescentes.

O atual Provedor da IDES, Ademar Arcângelo Cirimbelli, comenta que “A exposição sintetiza um pouco do trabalho realizado pela Irmandade durante mais de dois séculos e como, ao longo do tempo, ela se adaptou e se reinventou, assumindo uma posição importante no contexto social e cultural de Florianópolis”. Reafirma que “O culto ao Divino Espírito Santo, que estamos vivenciando, representa a manifestação mais significativa da cultura popular catarinense, legado de religiosidade e fé do povoamento açoriano, cuja chegada a Santa Catarina em 06.01.1748, foi comemorada recentemente”. 

Reconhecimento 

Seu projeto social mais antigo remonta ao inicio do século XX. O Asylo de Órphãs São Vicente de Paulo, inaugurado em 1910, funciona até hoje com uma nova formatação (Lar São Vicente de Paulo), para atender o Estatuto da Criança e do Adolescente. Em 1977, incorporou a Associação Promocional do Menor Trabalhador – PROMENOR para que a mesma não interrompesse suas atividades e, no mesmo ano, inaugurou o Centro de Educação Infantil Girassol – CEIG que acolhe, atualmente, 400 crianças, durante 11 horas de funcionamento diário. O público atendido só aumentou ao longo dos anos. Hoje, a faixa etária dos beneficiários vai de 0 a 24 anos, incluindo os familiares como beneficiários indiretos, além da implantação de projetos pontuais que envolvem toda a comunidade.

Entre suas conquistas recentes, podemos destacar o reconhecimento como uma das 100 melhores ONGs do Brasil, a aprovação de projeto no Criança Esperança e Itaú/UNICEF, a escolha de seu prédio histórico como sede da Edição da CASACOR Santa Catarina 2017 e a declaração da Festa do Divino como Patrimônio Cultural do Estado de Santa Carina e do Município, sendo o segundo evento a conquistar tal feito.

Como contar uma história

A exposição recebeu o apoio da UDESC/FAED, através do “Edital Elisabete Anderle” da Fundação Catarinense de Cultura que, representado pelo Instituto de Documentação e Investigação em Ciências Humanas – IDCH, realizou o considerável trabalho de catalogação de mais de 9.400 imagens e documentos históricos, incluindo imagens a partir de 1900 e documentos assinados pelo próprio Imperador D. Pedro I, como seu segundo Compromisso (Estatuto). Neste documento, há referência à invasão Espanhola de 1777! Algumas destas imagens e documentos estarão na Exposição e ajudarão o público a compreender melhor a extensão e importância da IDES, no contexto Catarinense.

Antes da inauguração da Exposição, ocorrerá a Missa Solene de Ação de Graças pelos 245 anos da Irmandade do Divino Espírito Santo, a admissão de novos Irmãos e Irmãs e homenagens, quando serão conferidos Diploma e a Divina Medalha, comenda máxima da IDES, a três destacadas personalidades, pelos relevantes serviços prestados: Lélia Pereira Silva Nunes, Lineo Machado e Nereu do Vale Pereira.

 

SERVIÇO: 

Local: Capela do Divino Espírito Santo – Praça Getúlio Vargas nº 242, também conhecida por “Praça do Bombeiro” – Centro de Florianópolis.

Data: 09 de junho de 2018

Horário: 18h

Site: www.ides-sc.org.br

Facebook: https://www.facebook.com/idesfloripa

E-mail para informações: [email protected]

Por assessor de imprensa da IDES – Lucas Belocurov

 

 

 

 

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*