Formação da PPI

A Pastoral da Pessoa idosa (PPI), criada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em 2004, tem como objetivo a promoção e a valorização da pessoa idosa, dando-lhe a oportunidade de melhorar a qualidade de vida.

Essa pastoral organiza redes voluntárias de solidariedade e capacita estes voluntários, chamamos de líderes, para realizar visitas domiciliares às pessoas idosas, com mais de 60 anos, preferencialmente as mais vulnerabilizadas por sua fragilidade física e situação de pobreza e abandono, independentemente de seu credo religioso ou tendência política. Em casos de situações de vulnerabilidade, a PPI informa aos órgãos competentes.

O trabalho da pastoral melhora a autoestima do idoso, que posteriormente passa a se cuidar e socializar mais, aumenta as chances de evolução no quadro da saúde, diminui o uso de medicamentos e reflete no bem-estar integral dessas pessoas.

A PPI da Arquidiocese se preocupa com o grande número de idosos vulneráveis, sem o necessário e merecido atendimento de políticas públicas e das famílias. Atualmente, 312 líderes comunitários da PPI atendem a 960 idosos.

Neste ano, a pastoral foi ampliada nas paróquias do Ribeirão da Ilha, Santo Amaro da Imperatriz, e implantada na Paróquia de Canasvieiras. Entre as atividades deste primeiro semestre, a PPI promoveu um retiro espiritual, um encontro arquidiocesano de formação para todos os coordenadores paroquiais, além de diversas visitas em várias paroquias, com o objetivo de implantar a pastoral.

2º encontro da vovó e do vovô

Encontro no Santuário Santa Paulina, em 2017

Uma missa no Santuário Santa Paulina marca o dia dos avós e de São Joaquim e Sant’Ana, na quinta-feira, 26 de julho. E no dia 29 deste mês, em comemoração ao dia Internacional da Pessoa Idosa, ocorre uma missa na Catedral, às 09h e, em seguida, uma caminhada de sensibilização no centro de Florianópolis.

Seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios

*