IGREJA EM SAÍDA
A missão de evangelizar com alegria! Fortaleça sua opção de ser discípulo missionário de Jesus Cristo participando dos Grupos Bíblicos em Família.

O que é um Grupo Bíblico em Família (GBF)?

São pessoas que se encontram nas casas em clima familiar, para rezar (oração), refletir a realidade à luz da Palavra de Deus (reflexão) e comprometer-se com a vida em todas as dimensões (ação), visando a transformar a pessoa, a comunidade e a sociedade.

Saiba Mais
Ouça o Hino do GBF

Leia a oração dos GBF

 

Notícias relacionadas ___ ________________________________________________________
Arquidiocese participa de Encontro Estadual das Comunidades Eclesiais em ChapecóCaminhada dos Mártires sobe morro do Monte Serrat pela quinta vezEquipes do GBF e CEBs da Arquidiocese realizam avaliação da caminhada 2015CNBB – Regional Sul4 – Reunião da Ampliada Regional dos GBF/CEBs

Missionários da Arquidiocese participam de missões na Bahia

Animadores dos GBFs participam de retiro arquidiocesano

Últimos livretos

Alegria do Natal - 2016(1)
0001(6)
capa livreto Quaresma e Páscoa 2016(1)

 

 

Reflexões / Artigos
05-12-CEBs-Bispo-acolhedorCarta Compromisso do 12º Encontro Estadual das das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) e Grupos Bíblicos em Família (GBFs) capa_livreto tq 2016Padre Marcelo Telles comenta livreto do GBF com temas da Quaresma

Hino dos Grupos Bíblicos em Família

 

Participe ou forme um Grupo Bíblico em Família (GBF)
Para conhecer melhor a prática dos GBF e participar entre em contato com as equipes de coordenações das Paróquias e comunidades.
Os Grupos Bíblicos em Família se organizam na comunidade.
Procure na sua comunidade (bairro) as pessoas que são animadores/as dos grupos e se informe do dia e horário que eles se reúnem para você participar.
Busque informação na secretaria da Igreja junto a Coordenação dos GBF em nível paroquial para formar um grupo.
Os Grupos Bíblicos em Família são orientados por uma Coordenação arquidiocesana em comunhão com o Coordenador arquidiocesano de Pastoral.
A mesma contribui e oferece na formação dos animadores/as em todos os níveis e elabora os livretos conforme o Tempo Litúrgico e outros subsídios de formação e divulgação.

Equipe de Articulação Arquidiocesana

 

Leitura Orante da Palavra de Deus __________________________________________________

A Leitura Orante é uma forma de alimentar a espiritualidade bíblica. Consiste num momento em que se reflete e se reza um texto bíblico. Algumas dicas poderão nos ajudar na vivência da Palavra de Deus e de uma autêntica espiritualidade vivenciada no dia a dia.Atitude do discípulo fiel

Preparação – (Definir todos os itens com calma e tempo)

  1. Definir um momento diário (ou semanal) para a leitura orante.
  2. Escolher um local adequado;
  3. Escolher o texto – sugestões: Ex 7,3-10; Lc 6,35-36; Lc 15,3-7; Mc 10,46-52; MT 15,32-38;
  4. Jo 15,1-7; Atos 2, 42-47; 1Cor 12,12-31; ou outros textos a sua escolha.
  5. Rezar ou cantar, pedindo a luz do Espírito Santo.

Leitura – (Em silêncio, abrir-se ao Espírito Santo e deixar que Ele nos fale)

  1. Ler o texto bíblico bem devagar. (Um breve silêncio)
  2. Reler o texto novamente com convicção de que Deus me fala.

O que o texto diz? (Refletir sem trazer o texto para o hoje)

  1. Marcar no texto tudo o que me chama atenção: personagens, lugar, quando e como Deus aparece no texto.
  2. Procurar compreender o que o texto diz.

Meditação – (Atualizar o texto para hoje, para a nossa realidade)

  1. a) O que o texto me diz?
  2. b) Refletir, ruminar, aprofundar o sentido do texto para nós: ligar a Bíblia, a fé e a vida.
  3. c) Lembrar-se de outros textos bíblicos que ajudam a iluminar a realidade presente, a vida.

Oração (Momento seu com Deus)

  1. a) O que o texto me leva a dizer a Deus em forma de oração.
  2. b) Escolher um salmo, um canto, para rezar ou fazer preces de agradecimento, súplica ou louvor…

Contemplação(Que palavra, frase, eu levo do texto bíblico para refletir durante o dia ou na semana)

  1. a) O que Deus pede de mim?
  2. b) Olhar a realidade com os olhos de Deus para comprometer-se.
  3. c) Avaliar minhas atitudes, olhar ao meu redor, perceber os fatos gritantes da realidade em que vivo: situações de risco dos necessitados, das pessoas que sofrem…

Compromisso – Ação (Firmar uma ação concreta para ser realizada)

  1. A Palavra de Deus deve provocar em mim conversão. A partir do texto bíblico, devo assumir um compromisso, um gesto concreto que transforme a minha vida e o meu redor.
  2. Que ação concreta eu posso assumir como compromisso em favor do irmão ou da irmã que precisa da minha voz, do meu carinho, dos meus ouvidos, e da minha solidariedade?
  3. Que outros compromissos eu posso assumir para ajudar a comunidade, a Igreja na transformação da sociedade?

Oração dos Grupos Bíblicos em Família

Dom Murilo S. R. Krieger, SCJ

Senhor Jesus, tu nos garantiste:
“Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou ali, no meio deles” (Mt 18,20).
Por isso, acreditamos em tua presença, quando nos reunimos nos Grupos Bíblicos em Família.
Em nossos encontros, Senhor Jesus, somos iluminados por tua Palavra, fortalecidos pela oração comunitária e enriquecidos por tua graça.

Somos, também, confortados pela presença de irmãos e irmãs que, como nós, querem ser discípulos e missionários teus.
Porque queremos ser teus discípulos, ensina-nos a fazer a vontade do Pai;
a estar atentos às necessidades dos que sofrem e a ser “alegres na esperança, fortes na tribulação e perseverantes na oração” (Rm 12,12).

Por que queremos ser teus missionários, dá-nos um coração generoso e entusiasta,
um coração como o teu: incansável no anúncio de que Deus é amor.
Nossos encontros bíblicos nos preparem para o domingo, Dia do Senhor, quando somos convidados a nos reunir ao redor de teu Altar.
Ali te ofereces ao Pai por nós e nos alimentas com tua Palavra e com o Pão da vida; ali aprendemos que amar é assumir a cruz de cada dia.

Tua Mãe Maria, Nossa Senhora do Desterro, interceda por nossas famílias e nossos grupos, para que saibam imitar a Família de Nazaré.
Assim estaremos nos preparando para viver um dia com a Santíssima Trindade, numa alegria que não terá fim.
Amém.